Dinho Ouro Preto revela sequelas do novo coronavírus


© Instagram


Dinho Ouro Preto abriu o jogo e falou como foi o processo de tratamento do novo coronavírus. O músico contou que teve uma versão mais leve da doença, porém, sofreu com algumas sequelas depois do período de recuperação. Ainda hoje, o músico encontra algumas dificuldades físicas.





VOCÊ VIU? Manu Gavassi diz que sente falta de Thelma e Rafa Kalimann

Elenco de “Amor de Mãe” deve ficar confinado em hotel

Mayra Cardi faz desabafo e revela dificuldades para dormir

Nasce Zyan, 3º filho de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso

“Em um primeiro momento, tive problemas ligados à respiração. Tentei correr e quase tive um troço. Tenho a impressão que a recuperação do pulmão foi um pouco mais demorada do que eu antecipava. Fiquei com problemas nas cordas vocais, tive dificuldade de cantar, cheguei a fazer umas sessões de fono para recuperar a minha voz”, afirmou o cantor, em entrevista a Patrícia Poeta, no programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da Rede Globo.

“A minha capacidade atlética, antes eu corria diariamente, eu ainda não voltei à forma de antes. Mas está tudo bem. Eu tive uma versão moderada do vírus”, completou.

Na conversa com Patrícia Poeta, Dinho Ouro Preto falou sobre seu histórico médico. Nos últimos anos, ele também se recuperou de gripe suína, dengue e uma grave queda em 2009, além de uma infecção generalizada.