Dois anos após morte do ator Rafael Miguel, assassino segue foragido


© Divulgação e Instagram


Paulo Cupertino Matias, assassino do ator Rafael Miguel e de seus pais, João Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel, segue foragido, dois anos após o crime. Primeiro nome na lista dos criminosos mais procurados de São Paulo, ainda não há informações a respeito do paradeiro do autor dos homicídios.

LEIA TAMBÉM: Polícia indicia mãe de Nego do Borel por agressão à enteada de 8 anos

Silas Malafaia revela real estado de saúde de R.R. Soares

Mentor diz que viúva provocava MC Kevin com outros homens

Embora não tenha sido detido, a primeira audiência de instrução do caso está marcada para o dia 30 de agosto, na 1ª Vara do Júri no Fórum da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, de acordo com o “G1”.

O processo, que corre em segredo de Justiça, tem Paulo Cupertino e mais dois amigos seus como réus. Os homens são acusados de terem ajudado o assassino a fugir.

O crime ocorreu em frente à casa em que Isabela Tibcherani, então namorada de Rafael e filha do assassino, morava com a mãe, no bairro da Pedreira, na zona sul de São Paulo.

(Rafael Miguel com os pais, João e Miriam)

O criminoso tirou a vida do ator, que tinha 22 anos na época, de seu pai, de 52 anos, e de sua mãe, de 50, por não aceitar o namoro da herdeira, na ocasião com 18 anos de idade, com o rapaz. Vídeos de câmeras de segurança gravaram o momento em que Cupertino disparou 13 vezes no artista com sua arma de fogo.

O assassino é acusado de triplo homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

Ainda segundo o “G1”, durante esses dois anos, mais de 90 denúncias a respeito de possíveis paradeiros de Paulo Cupertino foram feitas. Dentre os contatos, existiram informações de que ele estaria em cidades paulistas, em outros estados e até na Argentina. Nada, porém, comprovado.





(Rafael Miguel e Isabela Tibcherani – então namorada do ator e filha do assassino)