Drica Moraes relembra luta contra a leucemia


© Instagram


Drica Moraes usou sua rede social nesta última terça-feira (23) para relembrar um difícil momento que viveu em sua vida. A atriz falou de quando precisou se afastar do trabalho em razão do tratamento de uma leucemia. Dez anos depois da sua recuperação, ela compartilhou um clique ao lado do homem que fez a doação de medula óssea que salvou a sua vida.





VOCÊ VIU? Após deixar “Salve-se”, ator será protagonista em Portugal

Assessoria explica o fim de noivado de Adriano Imperador

Minissérie “Hebe” estreia na Globo em julho

“Vontade de desistir”, diz Cazarré após críticas em foto

“Há exatos 10 anos este homem me salvou a vida. Em 23 de junho de 2010 eu estava na corda bamba e graças à sua doação de medula estou aqui hoje. Obrigada Adilson!”, agradeceu.

A atriz também revelou que passou anos sem saber quem era o seu doador: “Nos conhecemos somente 5 anos após o procedimento. Não sabíamos quem éramos antes deste encontro. Estou toda arrepiada. Obrigada também à meus médicos Nelson Hamer e Wolmar Pulcceri, sem vocês… nada…”, disse.

Drica relembrou como era a sua vida durante o combate à doença. “Há 10 anos vivi durante um ano em isolamento total sem ver o dia, sem poder tocar nem ser tocada, de máscara, catéter, tudo o que nos afasta da vida, do toque, da troca com o outro”, recordou.



A artista ainda comparou o momento do passado com a atual situação vivida no mundo por conta da pandemia do coronavírus. “Hoje vejo a humanidade num isolamento muito parecido. Coisa louca. Toda arrepiada. Que bom que passou. Mas custou muito caro. Agora também vai passar. Paciência e fé. Existe afeto e inteligência para além dessa gentalha do mal que insiste em destruir tudo em volta. Esses vírus e anomalias irão passar. E nós sempre estaremos na luta”, concluiu.