Evandro Mesquita lamenta a morte de RR: “O golpe é forte”


© Divulgação


O vocalista da banda Blitz, Evandro Mesquita, lamentou que sua conta no Instagram tenha sido hackeada na terça-feira (28) e usou outros meios de comunicação para falar sobre a morte de Rodrigo Rodrigues, que morreu aos 45 anos em decorrência de complicações da Covid-19. O jornalista foi quem escreveu o livro “As Aventuras da Blitz”.

VOCÊ VIU? Caio Ribeiro e a esposa estão com Covid-19, diz Galvão Bueno

Último desejo: Amigo revela filho de Rodrigo Rodrigues

Ex-BBB, Marcela revela que teve crises de pânico e ansiedade

Ex-BBB, Rafa Kalimann se muda para cobertura em São Paulo

“Ele teve um maior apetite para fazer o livro da Blitz. Ele fazia entrevistas, fez um trabalho monstruoso… É um trabalho precioso. Mostra nossa história do underground até chegarmos às rádios”, afirmou o ator e cantor à rádio Bandeirantes na noite desta terça-feira (28).

Evandro afirmou que o momento é de tristeza. “Ele foi um amigo querido, então o golpe é grande. Ele começou como nosso fã e a gente virou fã dele. O RR viajou com a gente por um ano. Era um fã que virou amigo, um irmão da vida”.

Durante a entrevista, Evandro narrou que Rodrigo “conquistou o maior ídolo do Flamengo, ser amigo do Zico é um privilégio”. Antes do encerramento da entrevista, ele dedicou a música “A dois passos do paraíso” ao jornalista. “Que ele esteja em um caminho de luz. Ele era um anjão”, finalizou.

 



Close sidebar