Ex-BBB Laércio ainda cumpre pena por estupro no Paraná


© TV Globo


Laércio de Moura – ex-participante do “Big Brother Brasil 16”, da TV Globo – cumpre uma pena por estupro até hoje, no Paraná. Diferentemente de Vanderson Brito – que foi expulso para depor à polícia –, o designer de tatuagens foi eliminado em um Paredão por causa da repercussão das denúncias de crimes contra menores de idade.

VOCÊ VIU? William Bonner ‘perde’ atenção no “JN” por motivo inusitado

Apresentador anuncia saída da GloboNews após 22 anos

Claudia Raia relembra filme erótico: “Tenho orgulho”

“BBB 19”: Eliminado por acusações de assédio, Vanderson desabafa

De acordo com o jornal “Extra”, o veterano, de 53 anos, foi condenado a 12 anos de detenção, por estupro de vulnerável, na Casa de Custódia de Curitiba, capital paranaense.





Até o momento, Laércio já cumpriu 2 anos e 9 meses da pena, e está desde maio de 2016 no mesmo presídio. A defesa do ex-BBB havia entrado com um pedido de habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça, em 2017, porém, foi negado.

O crime cometido pelo veterano é considerado hediondo, portanto ele só poderá ter progressão de regime e ir para o semiaberto para poder trabalhar e estudar após cumprir dois quintos da pena – que, no seu caso, é de cinco anos.

Laércio também não tem direito de ter a pena anistiada ou receber indulto, e informações sobre sua vítima não podem ser divulgadas por segredo de Justiça.



Regina de Moura, mãe do tatuador, comentou na época à imprensa que acreditava que as denúncias das meninas que sofreram com a violência “armaram contra” o filho, e que a Justiça seria feita.