Família de Gugu estuda criar campanha para doação de órgãos


© RecordTV


Ao que tudo indica, Gugu Liberato pode deixar mais um legado, além de toda a contribuição que deu para a televisão brasileira. Os familiares do apresentador cogitam criar, em seu nome, uma campanha para incentivar a doação de órgãos no Brasil.





VOCÊ VIU? Bruno Gagliasso faz cirurgia para retirar nódulo

Letícia Colin ganha esmola ao ser confundida com viciada

Bocardi reclama de bônus milionário a servidores da Alesp

Mion faz alerta a Hari e Lucas: “Tem que criar maturidade”

“Após saberem que o ato de doar os órgãos fez com que aumentasse o número de telefonemas e doações de órgãos para a Central Nacional de Transplantes, mãe e irmãos de Gugu estudam agora uma ação associada à Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos e/ou Ministério da Saúde para esclarecer a população sobre o tema, alavancar essa discussão e, consequentemente, aumentar o número de doadores”, comunicou a assessoria de imprensa do artista.

O loiro, inclusive, pode ter beneficiado até 50 pessoas com o gesto – que foi um desejo seu em vida -, uma vez que, além dos órgãos, pele e ossos podem ser utilizados.

Gugu Liberato, vale destacar, teve a morte anunciada no dia 22 de novembro, em decorrência de uma queda de mais de 4 metros de altura em sua mansão de Orlando, nos Estados Unidos.



  • Nascido em 10 de abril de 1959, Antônio Augusto Moraes Liberato ficou conhecido nacionalmente como Gugu Liberato

  • © Instagram

    Filho de portugueses, Gugu escrevia cartas para Silvio Santos para sugerir programas. A atitude lhe rendeu um contrato com o canal

  • O loiro começou na TV como assistente de produção do “Domingo no Parque”, apresentado por Silvio Santos, quando tinha 14 anos

  • Gugu apresentou sucessos como o “Viva Noite”, “Sabadão Sertanejo” e “Domingo Legal”

  • Disputado, Gugu chegou a ser contratado pela Globo, em 1987. Contudo, foi recontratado pelo SBT sem sequer ter tido tempo de estrear seu novo programa na concorrente de Silvio Santos

  • Gugu chegou a se arriscar como ator e atuou no cinema ao lado de Xuxa Meneghel, Angélica e de Os Trapalhões

  • © Divulgação

    O artista também investiu na música e fez sucesso com o “Gugu Para Crianças”, álbum que chegou a vender 100 mil cópias

  • © Record

    O loiro recebeu 11 estatuetas do Troféu Imprensa – famosa premiação promovida por Silvio Santos

  • Gugu também foi protagonista de um grande escândalo no SBT, em 2003. O apresentador levou para o palco de seu programa no SBT dois supostos membros de uma facção criminosa de São Paulo. Na ocasião, os tais bandidos fizeram ameaças a apresentadores e políticos. Contudo, constatou-se depois que tudo não passou de uma farsa. O comunicador, contudo, garantiu não saber de nada. O fato teria sido armado pela produção da atração

  • © Record

    O “Domingo Legal” chegou a ficar fora do ar por uma semana após o escândalo, por determinação da Justiça

  • © Divulgação

    Em 2009, Gugu Liberato deixou o SBT e acertou com a Record

  • © Record

    No canal dos bispos apresentou o “Programa do Gugu” até 2013, quando decidiu deixar a emissora

  • © Record

    Em 2015, porém, retornou à Record para a primeira temporada de sua nova atração, batizada de “Gugu”

  • © Record

    Atualmente, o loiro comandava o “Power Couple” e o “Canta Comigo” no canal paulista

  • © Instagram

    Na vida pessoal, Gugu era casado com a médica Miriam di Matteo

  • © Instagram

    Com a esposa, Liberato teve três filhos: João Augusto, de 16 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 13 anos