Faro recorda drama familiar: “A bebida destruiu meu pai”


  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © EPTV
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Record
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Record
  • © Instagram
  • © Record
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Record
  • © Record
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Record
  • © Record


Rodrigo Faro abriu seu coração e foi às lágrimas ao comentar sobre a morte de seu pai, durante entrevista ao “Programa do Gugu”, da Record, que foi ao ar na noite da última quarta-feira (9).





VOCÊ VIU? Ex é atacado na web por acusar cantora gospel de usar drogas

TJ derruba liminar sobre vídeos de Cristiano Araújo morto

Após Lari Manoela negar, Thomaz Costa anuncia fim do namoro

Recém-nascido, filho de Karina Bacchi já está no Instagram

O apresentador do “Hora do Faro” contou que perdeu o patriarca de sua família para a bebida, aos 12 anos de idade.

“Meu pai foi vítima do alcoolismo, morreu cedo. Presenciei muitas cenas que ficaram na minha cabeça para sempre. Com 8, 9 anos, tive que proteger minha mãe de situações complicadas”, recordou.

Apesar do drama enfrentado ainda na infância, o comunicador garantiu que não guarda rancor.



“Começar a trabalhar com 8 anos me fez amadurecer. Ele não era mais uma pessoa presente quando morreu. Tivemos momentos bons, mas a bebida destruiu ele. Eu quero ser um pai maravilhoso que meu pai não conseguiu ser”, completou ele, que é pai das meninas Clara, Maria e Helena, frutos de seu casamento com Vera Viel.



Em outro momento do bate-papo, Rodrigo Faro teceu elogios a Fausto Silva, com quem concorre aos domingos.

“O Faustão é um cara que me carregou no colo. Eu pedia para minha mãe me levar escondida do Juizado de Menores para ver o ‘Perdidos na Noite’. Nunca consegui essa oportunidade de ser apresentador na Globo, mas quando eu recebi a proposta da Record, ele me disse: ‘Se é teu sonho, vai’. E aí o destino me prega essa peça, me coloca para concorrer com quem? Com Faustão”, comemorou.