Gisele revela que quase chorou em abertura de Olimpíada


  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews
  • © William Volcov/BPP/AgNews


Na última sexta-feira (5), só deu Gisele Bündchen em todos os noticiários que retratavam a abertura dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Uma das maiores modelos do mundo, a loira confessou que a emoção foi tão grande que ela teve que se conter para não entrar chorando na passarela montada no estádio do Maracanã.





VOCÊ VIU? Gisele Bündchen teve medo de cair em desfile na Olimpíada

“Acredite, eu estava muito emotiva. Tive que respirar muito fundo para não chorar. Imagina só eu desfilar chorando. Sinto que meu país tem algo de felicidade e alegria. Os brasileiros são tão receptivos e amáveis, e não poderia entrar chorando. Que tipo de representação seria essa? Então tentei relaxar o quanto pude”, contou ao “Acess Hollywood”.

Gisele, que entrou ao som de “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim, fez questão de falar com muito carinho sobre suas origens e a felicidade de ter aceitado o convite da organização. “Eu estava tão orgulhosa de estar ali! Estava orgulhosa do Brasil e do nosso povo. Tantos nomes diferentes, tantas pessoas deram tão duro para fazer uma festa linda. Realmente acredito que nós brasileiros temos essa simplicidade, e é muito lindo porque mostramos isso”, completou.