Irmão de rapaz que atacou Ana Hickmann pede perdão: “Sinto muito”


  • © Record
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © Record
  • © Record
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Irmão do autor do atentado contra Ana Hickmann, Helissom Augusto de Pádua, de 40 anos, lamentou que a admiração de Rodrigo de Pádua pela apresentadora tenha terminado em tragédia e pediu perdão pelo ocorrido, nesta terça-feira (24).

VOCÊ VIU? Irmã de ‘fã’ que atacou Ana Hickmann faz desabafo: “Foi assassinado com crueldade”

“Eu sinto muito por essa moça Ana Hickmann e a cunhada dela”, disse ao jornal “Extra”.

O cobrador de ônibus ressaltou que sua família está sofrendo muito com o que aconteceu e que seus pais, pessoas de idade, estão em choque.

“A dor que minha família está sentindo é indescritível. Meu pai entrou em desespero essa noite e teve uma crise. Ele é um homem fechado e guardou tudo, mas desabou. Minha mãe, que tem problema de coração, também chora muito. Rodrigo sempre esteve ao lado deles. Ele guardou um lado que não conhecíamos”, contou.

Na próxima quarta-feira (25), Helissom prestará depoimento. A polícia investiga se o rapaz sabia que o irmão teria ido para Belo Horizonte atrás da famosa.

O mineiro, por sua vez, garante que desconhecia as intenções de Rodrigo e que estava aguardando o irmão em sua casa quando foi avisado de que ele estava hospedado em um hotel.

“Minha namorada já tinha me alertado sobre o Instagram do Rodrigo com as fotos de Ana Hickmann. Então, quando vi em um jornal onde a Ana estava, eu liguei uma coisa à outra. Ele foi até o hotel por causa dela. Eu fiquei preocupado com qual seria a reação dele perto dela porque, na reportagem, dizia que ela ia se encontrar com o público. Pouco tempo depois, meu outro irmão ligou para dizer que um homem tinha sido morto ao tentar atacar a apresentadora. Eu tive o pressentimento de que era o meu irmão”, relatou.

Entenda o caso

Ana Hickmann sofreu um atentado promovido por Rodrigo de Pádua, homem que dizia ser ‘fã’ da loira, no hotel onde estava hospedada, em Belo Horizonte, MG.

O moço fez o cunhado da apresentadora, Gustavo Corrêa, de refém, e o obrigou a leva-lo até o quarto da artista. A loira estava acompanhada de sua cunhada, Giovana Oliveira, no momento da confusão.

Chegando ao local, Pádua, depois de muita discussão e ofensas contra Ana, atirou duas vezes em direção à famosa. Porém, acabou atingindo Giovana no braço e na barriga. Gustavo iniciou uma briga corporal com o indivíduo e terminou fazendo três disparos contra Rodrigo, que morreu no local.



Close sidebar