Jolie e Pitt comentam juntos sobre divórcio pela 1ª vez


  • © People Magazine
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação/Vanity Fair
  • © TV Globo
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © TV Globo
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação/Hello
  • © Divulgação
  • © Twitter
  • © Divulgação
  • © Divulgação


Angelina Jolie e Brad Pitt demoraram, mas finalmente comentaram o processo de divórcio, na última segunda-feira (9). Em meio aos inúmeros rumores sobre a batalha que travam pela custódia dos filhos, os atores divulgaram um comunicado sobre o assunto.





VOCÊ VIU? Brad Pitt está arrasado por passar festas longe dos filhos

“As partes e seus advogados assinaram acordos para preservar os direitos de privacidade de seus filhos e familiares, mantendo todos os documentos judiciais confidenciais e determinando a escolha de um juiz privado para tomar as decisões legais necessárias”, disseram.



O ex-casal ainda explicou que o juiz será nomeado para “facilitar a resolução rápida de quaisquer questões remanescentes” e que as partes, como pais, estão empenhadas em “agir como uma frente unida em prol da recuperação e reunificação familiar”.

O texto foi enviado à imprensa apenas um dia após Brad Pitt ter sido ovacionado em aparição surpresa na cerimônia do Globo de Ouro, realizado nos Estados Unidos. Na ocasião, muitos interpretaram que a indústria de Hollywood tomou partido do ator na polêmica.

Acontece que Angelina exigiu a guarda integral dos seis filhos e só permite o ex a fazer visitas agendadas e supervisionadas. Inclusive, ele chegou a ser investigado pelo FBI por supostamente ter agredido o primogênito em uma viagem. Contudo, nada foi comprovado.