Justiça quebra sigilo de ‘haters’ da filha de Gagliasso


  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © TV Globo
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © YouTube
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Manuela Scarpa/Brazil News
  • © Instagram
  • © Divulgação/Gshow
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Manuela Scarpa/Brazil News
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


O caso envolvendo a família de Bruno Gagliasso ganhou um novo desdobramento. Daniela Terra, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, informou que a Justiça aprovou o pedido de quebra de sigilo para identificar os responsáveis pelas ofensas racistas a Titi, filha do ator e de Giovanna Ewbank.

VOCÊ VIU? Gagliasso planeja aumentar família: “Quatro filhos”

A delegada também adiantou que a polícia está investigando dois perfis suspeitos como sendo os autores dos ataques.

“Esses criminosos serão identificados, eles se utilizam da internet como subterfúgios, acreditando que estão passando despercebidos por estarem fazendo uso das redes sociais, mas não estão. Não adianta apagar o perfil e os comentários. A Polícia Civil tem tecnologia suficiente para identificar esses criminosos, que serão punidos ao rigor da lei. No caso específico, eles vão responder pela injúria qualificada e pelo crime de racismo, previsto na lei de Racismo, artigo 22. A pena é de inclusão de um a quatro anos. Nesse caso, nós temos dois perfis a identificar e estamos investigando”, declarou ao jornal “Extra”.

O protagonista de “Sol Nascente” – trama das 18 da TV Globo – prestou queixa contra os criminosos na última semana.

“Racismo se combate com amor e Justiça. E é por isso que eu estou aqui, para ir atrás de quem fez. Eu tenho 100% de certeza que a polícia vai achar, e que eles vão pagar pelo que fizeram. Esse não foi o primeiro, mas espero que seja o último. Quem fez isso vai ter que pagar. Isso é muito sério, isso é crime. Quem fez tem que pagar. Os responsáveis têm que ser punidos”, desabafou.



Close sidebar