Laura Neiva comenta sua epilepsia: “Essa doença é um tabu”


© Instagram


Apesar de ter sido diagnosticada com epilepsia aos 19 anos, Laura Neiva falou pela primeira vez sobre a doença somente em setembro do ano passado. Segundo a atriz de 27 anos, é uma questão ainda com grande estigma na sociedade.





VOCÊ VIU? Luciana Gimenez faz aniversário e filhos participam do programa

Novo programa do Leandro Hassum ganha data de estreia na TNT

Flamengo será tema do samba-enredo da Estácio de Sá em 2021

Emocionada, Drew Barrymore diz: “Não aceitei o divórcio bem”

“Percebi que as pessoas têm dúvida sobre essa doença e que falta informação. Eu tenho acesso a médicos e isso me dá conhecimento e informação. Posso me tratar e falar sobre a doença, mas acho muito triste que as pessoas não conheçam de fato, não saibam o que fazer se, por acaso, entrarem em contato com alguém tendo uma crise, não sabem identificar qual a diferença entre ter uma convulsão e ser epilético. São coisas diferentes”, explicou ela.

“A quantidade de epiléticos é muito maior do que eu imaginava. A questão das mulheres acharem que não podem ter filhos por causa da epilepsia, é uma pena. A falta de informação sobre a doença mostra que precisamos falar mais sobre isso. De alguma forma, essa doença é um tabu. Desde sempre foi um tabu por causa das convulsões. As pessoas têm medo”, diz ela.

De acordo com a Liga Brasileira de Epilepsia, apesar do aumento do risco de más-formações fetais, as mulheres com esse distúrbio neurológico e que estejam em idade fértil não precisam se preocupar.



Laura deu à luz Maria, atualmente com 10 meses, fruto do casamento com o ator Chay Suede. Segundo a atriz, a maternidade mudou sua visão de mundo. “Muda tudo. O jeito de enxergar o mundo e como apresentá-lo a Maria”, ressaltou ela.