Luan Santana se despede de cachorrinho de estimação


© Instagram


Luan Santana emocionou a todos nesta segunda-feira (4). O cantor, em seu Instagram, fez uma postagem homenagem ao seu cachorro de estimação, Puff, que morreu recentemente. O pet tinha 15 anos.





VOCÊ VIU? Wanessa Camargo: “Aprendi ser professora dos meus filhos”

Flávio Migliaccio morre aos 85 anos

Ex-marido de Flayslane rebate Neymar: “Você me envergonha”

No “Star Wars Day”, veja famosos que fizeram parte da saga

“Ele demorou para latir. No início era um resmungo agudo só para pedir colo. Depois virou um apito fino para demonstrar felicidade ao correr na grama. Mas com o tempo o latido dele vinha acompanhado de um rosnado para proteger a gente quando alguém se aproximava, como quem diz: ‘Se afasta da minha família, aqui quem manda sou eu, cara'”, escreveu o sertanejo em suas redes sociais.

Em sua postagem, Luan, sem esconder a emoção, descreveu como foram os últimos momentos do animalzinho. O cantor destacou a alegria que Puff trouxe enquanto estava vivo.

“De uns tempos para cá, seu latido foi ficando fraco porque a dor nas costas não deixava. Seus olhos foram perdendo o brilho e suas pernas vacilando. Ele foi latir em outro lugar. Criou asas e voou para longe de nós. Aquele floquinho de neve se transformou na alegria da casa e nos fez feliz por 15 anos”, comentou Luan, que contou como o cachorrinho era. “Mas o Puff não tinha só esse lado anjo. Tinha temperamento forte e difícil de lidar, mas acho que era só o jeito dele de amar”, concluiu.

View this post on Instagram

Ele demorou pra latir. No início era um resmungo agudo só pra pedir colo. Depois virou um apito fino pra demonstrar felicidade ao correr na grama. Mas com o tempo o latido dele vinha acompanhado de um rosnado pra proteger a gente quando alguém se aproximava, como quem diz: “Se afasta da minha família, aqui quem manda sou eu, cara”. Mas o Puff não tinha só esse lado anjo. Tinha temperamento forte e difícil de lidar, mas acho que era só o jeito dele de amar. De uns tempos pra cá seu latido foi ficando fraco porque a dor nas costas não deixava. Seus olhos foram perdendo o brilho e suas pernas vacilando. Hoje ele foi latir em outro lugar. Criou asas e voou pra longe de nós. Aquele floquinho de neve se transformou na alegria da casa e nos fez feliz por 15 anos. Puff, se fosse pra te dar um apelido seria “o cachorro que parecia mais gente que a gente”. Descanse em paz, meu amigo. Você tá latindo forte agora. Pelo menos eu ainda consigo ouvir.

A post shared by Luan Santana (@luansantana) on