Luciana Gimenez revela crise de depressão: “Desespero”


  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Rede TV!
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Divulgação/SBT
  • © Instagram
  • © Instagraml
  • © TV Globo
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Luciana Gimenez revelou que passou por momentos complicados depois de dar à luz seu primeiro filho, Lucas, fruto do affair com Mick Jagger. Dezesseis anos após o nascimento do herdeiro, a apresentadora admitiu que sofreu ao retornar ao Brasil e começar a apresentar um programa de TV.





VOCÊ VIU? Luciana Gimenez garante: “Nunca fui anoréxica”

Por causa da responsabilidade, a morena entrou em depressão. “Foi complicado lidar com a fama. As pessoas me olhavam diferente, tinha dificuldade de fazer as minhas coisas, tinha de me policiar e isso foi me dando um pouco de desespero”, relatou à revista “Caras”.

A famosa também enfrentou crises de pânico na época. “Comecei a passar mal de noite, acordei sem saber o que era, corri para o banheiro e as pupilas estavam dilatadas. De manhã, corri para o hospital, fizeram mil testes e diagnosticaram crise de ansiedade. Para! Nunca acreditei nisso! Mas aconteceram várias vezes, sempre de noite, quando ‘baixava a poeira’. Depois, aconteceu no palco, no meio do ‘SuperPop’. Eu pensava: ‘Ai, tira a câmera de mim’, pedia os comerciais, era um horror.”

A luta contra a depressão se estendeu por dois anos. “Tive claustrofobia, consigo dominar bem, faço terapia, mas se fico em lugar muito fechado vai me dando desespero. Não tomei remédio, tomei suplementos naturais e comecei a fazer yoga, que ajudou a abater a ansiedade. A yoga me exauria a um ponto que a mente acalmava. Fazia três vezes por semana, hoje faço duas, combinando a pilates.”



Para manter a cabeça descansada, Lulu revelou que ‘se joga’ nas atividades físicas. “Se não faço ginástica é uma desgraça, fico mal, deixo meu marido louco”, destacou.