Luigi Baricelli comenta retirada do câncer de mama da esposa


© Instagram


A esposa de Luigi Baricelli, Andreia Baricelli, passou por uma cirurgia para retirada de um câncer de mama no último sábado (7). O ator fez questão de exaltar a sua força e disse que os dois resolveram encarar a situação com uma “atitude vencedora”.





VOCÊ VIU? Caco Ciocler vive relação abusiva em novo filme “Boni Bonita”

Anne Hathaway se desculpa com deficientes por “Convenção das Bruxas”

Casa de Sean Connery na França é anunciada por R$ 201 mi

FOX Life exibe especial de filmes brasileiros

“A minha esposa foi diagnosticada com câncer de mama há 15 dias. Como qualquer outro problema, encaramos de frente, superando nossos medos, e criando através do conhecimento, da fé, de amigos, família e uma junta médica, ações para que pudéssemos ganhar essa batalha. Vencemos esta primeira etapa, que foi a cirurgia, com sucesso”, disse Luigi.

O ator agradeceu às mensagens carinho e passou algumas informações sobre a doença. “Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de mama acomete 66 mil mulheres por ano no Brasil e é o segundo tipo da doença mais comum entre o sexo feminino (atrás apenas do câncer de pele não melanoma). O tumor mata cerca de 17 mil mulheres por ano no país, mas seu tratamento tem grande chance de sucesso (90%) quando o problema é descoberto em estágio inicial”, explicou.

Segundo Luigi, a cirurgia para Andreia foi indicada, já que estava em estágio inicial da doença. “No caso do de mama, em linhas gerais, o tratamento de um tumor pode ser apenas local (com cirurgia e radioterapia) ou também sistêmico (com quimioterapia, terapia alvo e/ou terapia hormonal). Em tumores em estágio inicial, a operação é conservadora, com a retirada apenas da área em que o nódulo está localizado. Já em fases mais avançadas da doença pode ser indicada a mastectomia, que é remoção de toda a mama (em alguns casos, de ambas e/ou de tecidos próximos)”, completou.

Ver essa foto no Instagram

VENCER o MEDO. Atitude VENCEDORA. A @andreiabaricelli , minha esposa foi diagnosticada com câncer de mama tem 15 dias. Como qualquer outro problema encaramos de frente superando nossos medos e criando através do conhecimento, fé, amigos, família e uma junta médica, ações para que pudéssemos ganhar essa batalha. Vencemos está primeira etapa que foi a cirurgia, com sucesso, com a condução do @evandro_fallaci_mateus Obrigado a todos pelo apoio, pelo carinho, pelas mensagens. Segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de mama acomete 66 mil mulheres por ano no Brasil e é o segundo tipo da doença mais comum entre o sexo feminino (atrás apenas do câncer de pele não melanoma). O tumor mata cerca de 17 mil mulheres por ano no país, mas seu tratamento tem grande chance de sucesso (90%) quando o problema é descoberto em estágio inicial. Quando a cirurgia é indicada? A operação é o principal tratamento para muitos cânceres sólidos em estágio inicial. No caso do de mama, em linhas gerais, o tratamento de um tumor pode ser apenas local (com cirurgia e radioterapia) ou também sistêmico (com quimioterapia, terapia alvo e/ou terapia hormonal). Em tumores em estágio inicial, a operação é conservadora, com a retirada apenas da área em que o nódulo está localizado. Já em fases mais avançadas da doença pode ser indicada a mastectomia, que é remoção de toda a mama (em alguns casos, de ambas e/ou de tecidos próximos). A reconstrução mamária pode ser feita na mesma operação ou em um procedimento separado. Não tenham medo, façam o exame, o diagnóstico precoce pode salvar sua vida. #cancersemama #atitudevencedora @drpedrobatistajr @preventsenior

Uma publicação compartilhada por Luigi Baricelli (@luigibaricelli) em