Mãe de duas meninas, Samara Felippo comenta maternidade real


  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.

  • © Instagram

    A carioca Samara Felippo trocou o Rio de Janeiro por São Paulo em dezembro de 2019, assim que resolveu morar com o humorista Elídio Sanna, que namora desde 2015. Com o assunto maternidade constante na sua vida, a atriz revelou que uma declaração feita há dois anos, afirmando que ama as filhas, mas odeia ser mãe, causou polêmica.

    VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

    Malvino Salvador testa positivo para a Covid-19

    Monica Benini explica por que retirou as próteses de silicone

    Regiane Alves revela o desejo de fazer nova vilã na TV

    “A declaração reverbera até hoje e fico chocada por isso continuar sendo tão chocante. Fiquei pensando na Alícia lendo isso, fiquei preocupada, mas ela já entende e está em uma idade que a gente pode ter esse papo. Alícia entende perfeitamente a minha posição, a minha demanda. Ela disse: ‘Mamãe, sei que você ama a gente, mas é muito cansativo’. Quando ela falou isso, me tirou um peso”, revelou à “Quem”.

    Mãe de Alícia e Lara, frutos do ex-casamento com o jogador de basquete Leandrinho, Ela garantiu que é importante “sair do automático” na criação das filhas. “Eu me esforço, mas às vezes repito padrões antigos. Tento não gritar o tempo inteiro com as minhas filhas”, afirmou. “Eu grito muito, falo de uma forma que pareço grossa. O Elídio fala que eu, às vezes, dou umas patadas”, completou.

    Samara não descartou a possibilidade de ter mais filhos. “Eu tenho 42 anos e meu timing está ficando curto. A gente tem esse problema, né mulheres? Outro dia, vi uma mulher tendo um parto normal aos 45 anos e mandei para uma direct para Carol [Carolinie Figueiredo, com quem contracena em “Mulheres que nascem com os filhos”]. Ela respondeu: ‘O que é isso, Samara? Bateu a vontade aí’. Respondi: ‘Bateu e passou’ (risos). Esse processo de ter outro filho me dá uma agonia, sabe? As meninas já acordam sozinhas, pegam iogurte na geladeira, Alícia faz até um ovinho mexido… Só não deixo lavar a louça”, diz ela. “O Elídio não tem filhos. Ele e as meninas são apaixonados uns pelos outros.”

    Samara afirmou que o isolamento social trouxe uma relação ainda mais próxima com as filhas. “Eu já me peguei no lugar da minha mãe. Tenho cozinhado mais. Fico orgulhosa que elas amam meu purê de batata. Amo quando elas falam: ‘O purê de batata da mamãe é o melhor do mundo’. Amo ouvir isso. E lembro da minha mãe, toda feliz, quando eu dizia que amava o estrogonofe dela”, pontuou.