Maisa solta o verbo e critica o descumprimento da quarentena


© Instagram


Maisa Silva tem observado que pessoas públicas estão saindo de casa em meio a pandemia do coronavírus, quebrando a quarentena. A artista usou sua rede social para publicar uma série de vídeos e mostrar a sua indignação.





VOCÊ VIU? Maria Rita homenageia ex-sogro Moraes Moreira

Preta Gil elogia talento de Flayslane: “Vai fazer sucesso”

Gio Ewbank se declara para Bruno Gagliasso em aniversário

Giovanna Antonelli divulga foto com os filhos: “Minha paixão”

“Gente, vamos parar de ‘dar rolêzinho’ (sic), não dá mais. Sério, está feio! Está ridículo. Vocês não têm respeito com os profissionais da saúde? Estou me sentindo muito envergonhada, porque estou vendo vários jovens fazendo isso, jovens influencers que estão colocando figurinha de ‘fique em casa’, hashtag ‘fique em casa’, ‘a gente precisa combater esse vírus’. Mas cadê a mão na consciência de repensar seus próprios atos? O que acha que estará contribuindo para a sociedade, se estiver sendo hipócrita a este ponto. Está me dando vontade de expor. Não está dando para ver tamanha negligência”, exclamou.

A apresentadora também lembrou os seus seguidores de que esteve na Itália no início da pandemia, e que percebeu como as pessoas não se importavam com a disseminação do vírus. “Eu estive na Itália no começo de tudo isso e reclamei aqui para vocês. Eu estava vendo negligência. Eles não estavam se preocupando, todo mundo espirrando, se cumprimentando normal, sem luva, sem máscara. E olha como está a Itália agora, gente? É muito triste de ver isso”, afirmou.

Maisa ainda levantou outra pauta importante e destacou o fato de o Brasil sofrer com uma grande desigualdade social. “Vocês querem que isso aconteça no Brasil? Olha o tamanho do nosso país, o tanto de gente em situação de fome, vulnerável. Na rua. Sem ter como se proteger. Se você tiver uma casa, você está sendo muito privilegiado. Eu sei que é difícil para quem tem ansiedade, depressão, para quem está sozinho. Só que sempre tem alguém em uma situação pior d que a sua, e é nessas pessoas que a gente tem que pensar”, finalizou.