Monique Evans promete processar internauta após ataque


  • © Instagram
  • © Divulgação/Gustavo Bresciani
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Monique Evans está em um relacionamento sério com Cacá Werneck há três anos, mas ainda recebe ataques homofóbicos. Apesar de ficar triste com a atitude de algumas pessoas, a apresentadora reuniu forças para virar o jogo.





VOCÊ VIU? Emilly Araújo fatura alto com presença VIP; saiba quanto!

Juliana Silveira é desclassificada do “Dancing Brasil”

Carlos Alberto de Nóbrega recebe alta após sofrer micro-AVC

Victor faz show sem aliança após ser indiciado por agressão

Após denunciar um perfil no Instagram, no último fim de semana, a loira adiantou que vai procurar o apoio das autoridades. “Vamos à polícia prestar uma queixa. Porque foi muita maldade o que essa pessoa escreveu e isso precisa acabar”, disse ao jornal “Extra”.



A mãe de Bárbara Evans ainda contou que sua advogada já está cuidando do assunto e que ficou magoada não apenas pelo ataque à sua opção sexual, mas também pelo comentário a respeito de sua idade.

“Faz tempo que a gente não sofre ataques desse tipo. No início, tinham muitos, mas depois parou. Esse foi forte demais. Além de atacar o meu relacionamento, me chamou de velha. As pessoas precisam aprender a ter mais amor pelos outros”, pediu.

“Tiazona pirou”

No último fim de semana, Monique Evans utilizou o Instagram para compartilhar a mensagem homofóbica que recebeu pela web. No texto, um homem pede pela internação da artista, que teria ‘pirado’ por escolher namorar uma mulher.

“A tiazona pirou. Colar o velcro nessa altura da vida? É depressão, crise de identidade, bipolaridade, borderline e paranóia. Posso entender quem desde criança teve tendências homoafetivas, mas depois da vida inteira ficar assim é loucura”, escreveu.

E a famosa rebateu: “Depois de quase três anos de relacionamento, ainda sou agredida dessa forma. Isso é preconceito e eu posso e devo processar! Não fazemos mal a ninguém, apenas queremos ser felizes. Nos amamos demais e é isso que importa”.