Nos EUA, Nivea Stelmann explica por que deixou a TV


  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.

  • © Instagram

    Nivea Stelmann participou de uma live nas redes sociais e contou detalhes sobre como tem sido a vida longe da TV. A atriz mora nos Estados Unidos com a família e disse que está se adaptando ao processo.

    VOCÊ VIU? Esposa de Zé Neto, Natália Toscano lança coleção de roupa

    Maria Ribeiro conta bastidores de separações: “Dor horrorosa”

    “Minha memória se apaga vagarosamente”, diz Silvio Santos

    Eliana revela arrependimento: “Não ter tido mais filhos”

    “Eu escolhi a coisa da reclusão, mas não preciso estar reclusa total. Eu só não estou mais nesse caminho (de viver sempre nos holofotes), mas eu tenho muito orgulho do que passou. Inclusive, vejo as minhas novelas todos os dias. Fico vendo minhas reprises e postando”, afirmou ela.

    Stelmann revelou que passou por um momento de crise por causa da fama e, por isso, decidiu procurar ajuda com a terapia.

    “Era uma angústia! Quando eu comecei a fazer terapia, eu queria do Instagram, queria sumir da vida pública. Falei: “Vou encerrar minha conta! Não quero mais as pessoas se metendo na minha vida! Não quero as pessoas me analisando, me julgando! Eu não vivo disso. Não preciso. Não quero”. E (a terapeuta) me disse: “Vamos pegar o que tem de bom em ser uma pessoa pública”. Eu vou ser para sempre, né? As pessoas vão acabar esquecendo em alguma hora, mas a gente fica muito tempo, né? Pego o exemplo da Bruna Lombardi também mora aqui nos Estados Unidos e está há 30 ou 40 anos… E ela abandonou as novelas completamente e escolheu a vida que escolhi viver. E ela continua sendo a Bruna Lombardi”, citou como exemplo.

    Segundo a atriz, a proximidade com o público nas redes sociais também a ajuda a enfrentar momentos difíceis, já que ela pode realizar uma troca com os fãs.

    “Hoje em dia todo mundo tem seu jornal, sua TV, seu rádio, sua comunicação. Inclusive, quando acontece uma coisa muito ruim na nossa vida, que sai fora da curva, a gente pode vir aqui e falar. Isso é muito bom. Eu consegui mais segurança com a terapia”, garantiu ela.