“O Tempo Não Para”: Samuca decide se afastar da SamVita


© TV Globo


Depois do golpe de Livaldo (Nelson Freitas) que prejudicou a SamVita, Samuca (Nicolas Prattes) acabou aceitando a sugestão de Lúcio (João Baldasserini) de declarar recuperação judicial da empresa. O jovem foi surpreendido ao saber que Mariacarla (Regiane Alves) foi nomeada como a interventora e agora precisa lidar com a advogada. A pressão é tanta que ele decide se afastar da empresa.





Assim que Mariacarla assume o controle, avisa a Samuca que ele pode se manter na presidência. “Minha prioridade agora é redefinir regras. Para cuidar dos interesses dos credores e dos inúmeros parceiros que podem sofrer prejuízos milionários, por causa da patente usada indevidamente”, detalha.

“Isso é uma fraude, uma armação do Livaldo”, contesta Samuca. “As provas são bem concretas”, ela replica.

Após a divergência, Mariacarla impõe uma condição para Samuca permanecer na presidência da empresa: “Como eu já disse… Você pode seguir na presidência, Samuca. Desde que eu, pessoalmente, aprove todas as suas decisões. A partir de agora, tudo passa por mim”.



Durante uma reunião, a discussão sobre as contas da empresa é tão grande que deixa Samuca indignado. Diante de tanta pressão, o empresário decide deixar a SamVita e faz seu comunicado formal. “Se é assim. Creio que a melhor coisa é eu me afastar da empresa por tempo indeterminado”, avalia.