Oi? Geisy Arruda se oferece para assumir Secretaria da Cultura: “Já que ninguém quer”


  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © Rafael Cusato/Brazil News
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews


Geisy Arruda é do tipo de pessoa que gosta de surpreender a todos. Após deixar de ser periguete, a personalidade da mídia se ofereceu para assumir a pasta da Cultura no governo do presidente interino Michel Temer.





“Eu seria secretária da Cultura e tenho minhas propostas. Já que ninguém quer, eu assumiria sim!”, afirmou ao “Ego” depois de saber que nomes como Marília Gabriela, Daniela Mercury e Bruna Lombardi haviam recusado o cargo.

VOCÊ VIU? Geisy Arruda adota visual “mais chique” e revela: “Os homens ficaram tristes”

Caso fosse chamada, a loira iria priorizar as mulheres, a classe C e a comunidade LGBT em sua gestão.

“Minha primeira promessa de campanha seriam shows de graça para a classe C. A gente já sofre demais e quer se divertir de vez em quando. Queremos Beyoncé, Inês Brasil e Joelma no mesmo palco já”, disse.



Sem medo de “botar a cara no sol”, Geisy garantiu que iria adiar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A moça acha que não é justo o país sediar um evento desse porte no atual cenário.



“O país em crise e o povo pulando vara? Venderia as obras superfaturadas e caras já feitas ou alugaria. E também tem de parar de fretar avião para buscar a tocha olímpica. Vamos usar o Sedex? A tocha não precisa fazer turismo na cidade, ela não é gente. É caro, é cafona e é esquisito um monte de gente atrás de uma tocha”, criticou.