Paris Hilton sobre vazamento de sex tape: “Queria morrer”


  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação


Paris Hilton abriu o coração e revelou o quanto o vazamento de sex tape com o ex-namorado, Rick Soloman, em 2004, afetou sua vida. A DJ passou por um grande tumulto emocional na época, como contou no documentário “The American Meme”, de Bert Marcus.





VOCÊ VIU? Família teme por segurança de Gleici no bairro em que vive

Zezé di Camargo é ‘zoado’ após noiva postar foto do bumbum

Marco Nanini pede para deixar elenco de “Deus Salve o Rei”

Gleici revela o que pretende fazer com prêmio do “BBB 18”

“Foi como ser estuprada. Senti como se tivesse perdido parte da minha alma e tivesse sido mal falada de maneiras cruéis. Eu literalmente queria morrer em alguns pontos. Fiquei sem vontade de viver. Porque eu pensei que tudo havia sido tirado de mim. Eu não queria ser conhecida como… Eu nunca seria quem eu poderia ter sido”, desabafou.

A famosa ainda ressaltou ter ficado chateada quando clipes do vídeo foram parar em telejornais, e até se transformaram em filme chamado “1 Night in Paris” [Uma Noite em Paris, em alusão ao seu próprio nome].

Marcus – cineasta responsável pelo documentário que conta a vida da loira – rasgou elogios à artista ao “Hollywood Reporter”. “Paris abriu caminho para criar uma marca e uma celebridade fora de si mesma e a transformou em um fenômeno. Ela é uma empresária como nenhuma outra”, declarou.



E continuou: “Essa é outra coisa que muitas pessoas não percebem: como ela conseguiu transformar isso em um negócio que tem uma longevidade infinita, ao contrário de uma rápida fama de 15 minutos ou simplesmente ser uma celebridade conhecida”.