Patrícia Poeta revela ter sofrido assédio: “Trauma até hoje”


© TV Globo


Patrícia Poeta fez uma triste revelação sobre sua vida pessoal durante o “Encontro”, da TV Globo, desta quarta-feira (13). A apresentadora contou ao público da atração que já sofreu assédio na adolescência.

Tudo começou quando a jornalista entrevistava Eduarda, jovem que denunciou motorista de aplicativo por tentar dopá-la.

A moça relatou que o homem que dirigia o carro lhe ofereceu um produto para limpar a tela do celular e os óculos, e insistiu para que ela cheirasse o líquido. Mesmo de máscara, Eduarda contou ter ficado tonta e começado a ver tudo preto ao seu redor. O condutor, então, pediu para que ela tirasse a máscara. Foi quando a garota chegou à conclusão de que precisava deixar o veículo.

No entanto, o motorista trancou as portas para impedir sua saída. Mesmo assim, ela conseguiu destrancar o automóvel e se jogou do veículo ainda em movimento. Em seguida, pediu ajuda a caminhoneiros que estavam próximos ao local.

“Um momento em que a gente se sente vulnerável. Fui correndo até o caminhão pedir ajuda. Quando entrei no caminhão, ele ficou parado na frente olhando para onde a gente ia. Só no momento em que a gente parou na minha casa que ele seguiu a rota dele”, detalhou a moça.

Ao ouvir o ocorrido, Patrícia Poeta também abriu seu coração. “Me coloco no lugar dela porque, quando era adolescente, também fui vítima de uma tentativa dessa”, disse.

E ressaltou: “Lembro até hoje. Tenho trauma disso até hoje. Porque eu não consegui sequer falar para pedir ajuda”.



Close sidebar