Pedro Cardoso alfineta Huck: “Também vou ser presidente”


© TV Globo


Convidado do “Programa do Porchat”, da Record, da última segunda-feira (27), Pedro Cardoso aproveitou o espaço para falar sobre política. O ator avaliou o cenário das eleições de 2018 e aproveitou para alfinetar Luciano Huck.





VOCÊ VIU? Veja os detalhes do casamento de Tralli e Ticiane Pinheiro

Nasce o nono neto de Silvio Santos em São Paulo

Anitta sobre casamento com Thiago Magalhães: “Estou feliz”

Após mais de 30 anos, Malu Mader pode perder vaga na Globo

“Tem muita celebridade querendo ser presidente. Acho que eu também vou. Basta ser famoso”, alfinetou sem citar o nome do apresentador.

E continuou: “Hoje em dia está difícil se comprometer com uma pessoa, pois há algo de errado no sistema, no todo. Não é um político que vai resolver nossa vida”.

Visivelmente exaltado, o famoso afirmou que é preciso usar a razão. “É o momento para pouca paixão. Ficar odiando ou amando alguém vai criar uma distorção da realidade. Uma coisa os políticos têm iguais: todos falam, nenhum ouve. Eu se tivesse que escolher um presidente, seria um que apenas ouvisse, pois sabemos o que queremos, só não temos quem nos ouça”.



Mesmo morando em Portugal, Pedro garantiu que não se desligou do País: “A minha preocupação com o Brasil é de tirar o sono. Gente morre todo dia porque esses políticos roubam, não há piada que a gente faça que alivie essa dor”.