Pós-trauma: Khloe Kardashian sobre Kim: “Ela não está bem”


  • © Instagram
  • © Costumeich.com
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Reprodução
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Twitter
  • © Divulgação / Cedars Sinai
  • © Divulgação / Cedars Sinai
  • © Divulgação / Cedars Sinai
  • © Instagram
  • © Instagram


Khloe Kardashian comentou pela primeira vez o assalto sofrido por Kim Kardashian na França, no dia 2 de outubro. Em entrevista ao programa de Ellen Degeneres, nos Estados Unidos, a socialite afirmou que a irmã ficou muito abalada emocionalmente com o episódio.

VOCÊ VIU? Site vende fantasia inspirada em assalto de Kim Kardashian

“Kim não anda muito bem. É incrivelmente traumático o que aconteceu com ela, mas nossa família é muito unida e estamos superando isso juntos”, garantiu.





A loira agradeceu o carinho dos fãs, reconheceu que só o tempo vai fazer a morena superar o trauma e destacou que o clã Kardashian está focado em reforçar toda a sua segurança. “Foi um alerta para uma série de ajustes na vida. É um assunto muito sério. Foi um alerta para todos nós, mas só queremos ter certeza de que nossa irmã está bem.”

Khloe acredita que a patricinha deve ficar um tempo longe da mídia para poder se recuperar: “Ela só se preocupa com uma coisa agora: a segurança dos filhos e do Kanye”.

Feita refém por cinco homens armados, Kim disse que os ladrões entraram na suíte do hotel em que estava hospedada em Paris vestidos como policiais.



O porta-voz da famosa, Ina Treciokas, disse que a cliente não sofreu ferimentos, mas ficou abalada com a situação. Por causa do ocorrido, Kanye West interrompeu seu show em um festival em Nova York, nos Estados Unidos, e alegou “emergência familiar”.



Com medo do que pudesse lhe acontecer, a ricaça chegou a pedir para que os criminosos não a matassem. “Ela implorou para eles [os assaltantes] deixá-la viver e dizia que tinha bebês em casa [os filhos, North e Saint]. Em seguida, eles tamparam sua boca com fita e a colocaram em uma banheira”, disse uma fonte ao “E! News”.

De acordo com a revista “People”, a beldade teria surtado também ao se deparar com a possibilidade de ser abusada sexualmente pelos criminosos.

“Ela estava histérica, mas não gritando, pois sabia que tinha que manter a calma para sobreviver. Os relatos de que ela teve medo de ser estuprada são reais. Ela realmente achava que ia ser estuprada. Ela teve uma arma apontada para sua cabeça o tempo todo”, afirmou uma pessoa próxima à famosa.