Preta Gil sobre críticas excessivas: “Sei bem o que é levar pedradas gratuitamente”


  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews


Em meio à polêmica acerca das críticas que recebeu na web por usar um look que deixava as pernas à mostra em um de seus shows, Preta Gil deu a sua opinião sobre o comportamento da imprensa no Brasil.

Veja também:

Alcione sai em defesa Preta Gil no caso de ataques nas redes sociais: “Ela é a nossa gordinha sexy”

A cantora acredita que toda crítica feita de forma exagerada é de mau gosto. E ressaltou os boatos que surgiram na época de seu casamento com Rodrigo Godoy, em maio de 2015, alegando que a artista havia usado dinheiro do governo para pagar a festa.

“Tudo tem um limite e o equilíbrio é sempre bom, não precisa ser a ferro e fogo, não precisa tripudiar, nem ser escroto para se fazer uma crítica que tem a intenção de emitir uma opinião pessoal. Não vou chegar na minha rede social ou dizer em meu palco que fulano é ‘brocha’ ou ‘chifrudo’, para quê? Não sei quanto aos americanos, nem tenho interesse em saber, mas sei o que é levar pedradas gratuitamente. Fiz meu casamento, paguei como pude e vem alguém que simplesmente inventa que o dinheiro veio de políticos ou de órgãos do governo. Isso não é crítica, isso é calúnia, difamação e maldade. Eu estou lá feliz da vida chegando em minha lua de mel, e tem um babaca com uma teoria afirmando o que não sabe, me tacando pedra para aparecer”, desabafou em entrevista ao jornal “O Dia”.

Quando questionada a respeito da suposta ‘crise’ de ciúme que Ivete Sangalo teve do marido, Daniel Cady, durante um show, a filha de Gilberto Gil concordou com a postura da jurada do “The Voice Kids” e se colocou no lugar da musa do axé.

“Ivete fez o que toda mulher faria, mas quem a conhece sabe que é uma brincadeira. Rodrigo [Godoy, seu marido] e eu temos uma relação equilibrada, dou a ele vários ‘vale nights’ quando não quero ou não posso sair, assim como ele me pede para ficar em casa quando não há um motivo real para sair de casa. Mas ele e eu temos um chip, desses que colocam em cachorros para não se perderem dos donos, nos monitoramos por GPS, a lôka…Estou brincando”, divertiu-se.

Aos 41 anos de idade e mãe de Francisco, de 20 anos, Preta não descartou a possibilidade de se tornar mãe pela segunda vez.

“Sou dessas que quando quero uma coisa, luto por aquilo, nada para mim chegou de mão beijada. Trabalho desde os meus 16 anos, posso criar uma criança, e vou trabalhar pelos meus sonhos. Quero que venha quando e se tiver que vir, ter filho é uma grande responsabilidade, mas quero repetir a dose, estamos treinando para as Olimpíadas [risos]”, completou.



Close sidebar