Príncipe Philip morreu magoado com a Família Real, diz amigo


© Instagram/The Royal Family


Antes de morrer, Príncipe Philip teria ficado decepcionado com os rumos que a Família Real tomou nos últimos anos. O marido da Rainha Elizabeth II confessou a Gales Brandreth, ator, apresentador, político e amigo pessoal, que ficou bastante chateado com o fato de o clã ter se tornado um “novelão”.

LEIA TAMBÉM: “Foi queima de arquivo”, diz mãe de Eliza Samudio 12 anos após morte

Ex chora e nega interesse na herança de MC Kevin: “Não recebi nada”

A revelação foi feita pelo veterano durante o “Good Morning Britain”, programa de TV do Reino Unido, que relembrou o aniversário de Philip. Caso estivesse vivo, ele completaria 100 anos na última quinta-feira (10).

“Ele me contou que estava com o coração partido que a Família Real tenha se transformado em um novelão”, relatou Brandreth.

E prosseguiu: “Ele lamentava muito tudo isso”.

O artista também disse que o amigo não gostava nem um pouco que os membros do clã se expusessem à mídia. Também condenava o fato de os parentes darem entrevistas para falar de assuntos particulares.

“Ele não gostava de membros da família dando entrevistas pessoais”, falou.

Príncipe Philip, por outro lado, aprovava a forma como a esposa conduzia sua vida pública. “Ele me falou: ‘Em 1953, após a coroação, eu e a Rainha fomos em turnê à Austrália. Milhões de pessoas foram nos ver e saudaram a Rainha. Milhões. Se a Rainha tivesse transformado aquilo em algo pessoal, teria sido corrosivo’.”

O veterano também se derretia pela postura da companheira, segundo o amigo: “[Ele dizia] ‘Ela é a mesma com uma pessoa ou com milhões’”.

Príncipe Philip morreu no dia 9 de abril, aos 99 anos de idade, em decorrência da idade.



Close sidebar