Socialite Mirna Bandeira de Mello morre de Covid-19 no RJ


© Arquivo Site Lu Lacerda


A socialite Mirna Bandeira de Mello morreu nesta segunda-feira (23). Ela estava internada desde a última semana no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, com complicações em razão do coronavírus. Seu filho, Christiano Bandeira de Mello, também está internado no mesmo hospital.





VOCÊ VIU? Gianecchini analisa início da carreira: “Pensei em desistir”

Xuxa anuncia doação de R$ 1 milhão contra o coronavírus

Justin Bieber incentiva quarentena para combater a Covid-19

Gisele Bündchen faz apelo contra o Covid-19: “Estamos juntos”

“É com o coração dilacerado e com pesar imenso que comunico o falecimento, hoje, 23, de Mirna Badin Bandeira de Mello – amiga de toda uma vida, figura das mais queridas da sociedade carioca”, lamentou a jornalista Ana Maria Ramalho.

A jornalista também manifestou sua tristeza por não poder velar a amiga, já que para evitar o contágio, as vítimas de Covid-19 não têm velório. “Estou de coração partido, com muita raiva desse Covid-19, que não permite sequer que possamos nos despedir da nossa amiga. Minha Mirnoca amada, amanhã seria seu aniversário e vai ter festa no céu . O que posso oferecer agora é o amor infinito e as minhas orações. Vá na luz, fique na paz”, disse Ana. Mirna completaria 72 anos nesta terça-feira (24).

A socialite era casada com Paulo Bandeira de Mello e, nas redes sociais, diversas amigas lamentaram sua partida. “Estou abalada, muito triste, acabo de perder uma amiga muito querida, hospitalizada e morta com o Covid-19. RIP, Mirna querida”, ressaltou a colunista Hildegard Angel.