Sogra defende Guilherme de Pádua: “Pagou pelo que fez”


  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Facebook
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram


Mãe da terceira esposa de Guilherme de Pádua, Juliana Lacerda, Maria Lacerda defendeu a escolha da filha em formar uma família com o ex-ator, condenado em 1992 pelo assassinato de Daniela Perez, herdeira da autora Glória Perez.

VOCÊ VIU? Ex acusa Priscila Pires de forjar mensagens com ameaças

Priscila Pires se defende de ataques e mostra ameaças de ex

Filhos de Priscila Pires foram abusados, conclui delegado

Mischa Barton sobre divulgação de sex tape: “Muito difícil”

“Se eu não acreditasse na mudança, na restauração, não serviria a um Deus que prega isso. O Guilherme cometeu um ato e pagou por ele. O que esse homem já salvou de vidas com o trabalho que faz nos presídios não se conta”, avaliou ao jornal “Extra”.

A senhora, que fará o vestido de noiva de Juliana, ainda revelou que processou uma mulher por causa do genro. “Tudo porque era obcecada pelo Guilherme. Tem muitas mulheres no país todo que o queriam. Uma delas usou as redes sociais para ameaçar a Juliana”, contou.

A noiva também fez questão de sair em defesa de sua escolha. “Desde o começo, já sabia quem ele era e nunca me preocupei com o passado, porque na igreja ele é acompanhado há 17 anos por muitos pastores sérios, sei do histórico dele, sei também que o Guilherme realmente mudou desde que se converteu.”

Vale lembrar que o casal assinou os papéis do casamento na última terça-feira (14), em um cartório de Belo Horizonte, Minas Gerais. A cerimônia religiosa será realizada no dia 12 de maio, também na capital mineira.



Close sidebar