Tony Ramos revela a alegria em rever “Laços de Família”


© Divulgação/TV Globo


Aos 72 anos de idade, Tony Ramos não esconde a alegria de acompanhar a reprise de “Laços de Família” no Vale a Pena Ver de Novo, da TV Globo. Originalmente veiculada no ano de 2000, o ator interpreta o personagem Miguel, dono de uma livraria, e pai de Paulo (Flávio Silvino) e Ciça (Julia Feldens).





VOCÊ VIU? Maria Fernanda Cândido analisa papel em “A Força do Querer”

Katy Perry e Orlando Bloom compram mansão de R$ 79 mi na CA

Luciano Szafir grava projeto piloto para canal no YouTube

Filha de José Wilker revela projeto para homenagear o pai

“Laços de Família é um poema, um primor. Minha barba ainda não era toda branca. Então, tinha branco aqui, castanho ali… Eu parecia um urso panda (risos). Na época, a gente questionou se tingiríamos tudo, mas o Maneco falou: ‘Deixe assim, deixe assim’”, afirmou em entrevista para “Quem”.

Segundo Tony, trabalhar com Flávio Silvino, hoje com 49 anos de idade, foi mais que especial. A trama de Manoel Carlos foi o trabalho que o jovem ator aceitou fazer após sete anos longe da TV em razão do grave acidente que sofreu, em 1993, quando seu veículo foi atingido por um carro-forte quando voltava da cidade de Cabo Frio (RJ) para a capital fluminense.

“Tivemos o Flavinho fazendo meu filho após o acidente. Flavinho Silvino teve um acidente na vida real e quando o Maneco falou com ele, ele ficou empolgado. E mesmo com as dificuldades que existiam, ele falava que a interpretação era um depoimento de vida. Flavinho foi muito generoso. Nós ensaiamos na casa dele. Eu ia até lá. Nosso saudoso Paulo Silvino estava lá, ao lado, e conversávamos muito”, relembrou.





O veterano fala com carinho sobre o personagem do sucesso “Laços de Família”. “O Miguel tem toda uma história. Viúvo, com a outra filha e solitário até o dia em que conhece a Helena, da Vera Fischer. Ele se apaixona e vê que não é correspondido. Fica recolhido em um silêncio respeitoso. O Miguel é um personagem maravilhoso”, afirmou.