Último desejo: Amigo revela filho de Rodrigo Rodrigues


© Divulgação/TV Globo


A família do jornalista Rodrigo Rodrigues, do SporTV, contou nesta terça-feira (28) após a morte do apresentador, que ele possuía um filho não revelado. Segundo um comunicado publicado por Fábio Noogh, integrante da banda The Soundtrackers, da qual ele fazia parte, o rapaz tem 24 anos e se chama Gabriel.





VOCÊ VIU? Confira a trajetória de Paulo Rocha nas novelas brasileiras

Kim Kardashian e Kanye West se encontram após polêmicas

Caio Castro aproveita quarentena para estudar Libras

Marcelo Adnet comemora oportunidade de ser pai de menina

Segundo a publicação, Rodrigo reconheceu o rapaz quando ele tinha 7 anos de idade.

“Um dos últimos desejos do Rodrigo confidenciado à Dona Sônia (mãe de Rodrigo), em maio desse ano, era incluir o Gabriel no plano de saúde médico da empresa e no devido momento revelar e assumir publicamente a existência do filho como forma de redenção por todo o silêncio que ele manteve durante esse tempo, e assim, dar algum consolo e o devido desfecho que todos eles merecem”, disse a mensagem do amigo.

No comunicado, alguns detalhes da história foram revelados.



“Gabriel, de 24 anos, é filho no papel e devidamente sustentado e reconhecido legalmente desde o conhecimento da sua existência aos 7 anos de idade tanto pelo Rodrigo como pela sua fantástica família, mas nunca teve chance de conhecer o pai, fato que por seus próprios motivos, nosso amado amigo manteve segredo de todos nós esse tempo todo, creio eu para resguardar a vida íntima de todas as partes envolvidas”, disse.



“Compartilho isso com vocês em razão do iminente risco ao nome e honra do Rodrigo, bem como a integridade física, jurídica, psicológica e moral da dona Sônia e do seu Paulo, do Gabriel e toda a família deles e também da Globo, que com a devida prudência, amparo jurídico e moral à família, poderá conduzir essa história a um final real feliz como nas novelas que ela mesma produz. Do contrário, nas mãos erradas como todos sabemos, essa história poderá ser vista como o mundo cão que tantas pessoas inescrupulosas se utilizarão para destruir não apenas a imagem e moral do nosso amado amigo, mas transformar o que resta da vida dos pais dele na maior decepção e aflição que eles jamais quiseram para o filho ou para a família, além da possibilidade de inúmeras brigas jurídicas que podem ocorrer dentro e contra a família deles”, declarou.