Val Marchiori é condenada a pagar R$ 30 mil a Ludmilla


© RedeTV!


Val Marchiori foi condenada e terá de pagar uma indenização de R$ 30 mil para Ludmilla. Na ocasião, a socialite comparou uma peruca usada pela cantora a uma esponja de aço. O caso aconteceu no Carnaval de 2016 e o comentário foi feito enquanto Val apresentava um programa na televisão.





VOCÊ VIU? Ludmilla e esposa testam positivo para anticorpos de Covid

Mayra Cardi explica por que não quer pensão de Arthur Aguiar

Romulo Estrela mostra boneca do filho: “Registro afetivo”

Gretchen fala sobre a data de seu 18º casamento

A condenação foi definida pela 3ª Vara Cível da Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. O valor corresponde aos danos morais com correção monetária a partir da data da publicação da sentença e juros legais desde a prática do evento danoso. A primeira condenação da Justiça aconteceu em 2018 e Val teria que pagar 10 mil reais à funkeira, entretanto, a socialite recorreu e a sentença foi anulada em segunda instância.

“A primeira sentença foi anulada em segunda instância e o assunto voltou para um novo julgamento, em primeira instância, e foi publicada ontem. Vamos recorrer dessa decisão, que a nosso ver é equivocada e precisa ser esclarecida”, afirmou a advogada Kátia Antunes, que representa Val Marchiori.

Segundo publicação da “Quem”, a advogada ressaltou que Val procurou Ludmilla para esclarecer a situação, classificada por ela como um mal-entendido. “A intenção da Val nunca foi brigar, desde o início. A própria Ludmilla já divulgou que a Val a procurou para esclarecer o que foi um mal-entendido. Ela fez um comentário sobre a peruca que ela usava naquele dia, não era de forma nenhuma um comentário racista. Quem conhece a Val sabe que ela não é racista e a intenção dela nunca foi ofender a Ludmilla”, explicou Kátia.



Na época, o comentário de Val no programa foi o seguinte: “A fantasia está bonita, a maquiagem… agora, o cabelo… Hello! Esse cabelo dela está parecendo um bombril, gente”. Após a repercussão, Lud disse ter ficado triste, mas afirmou que não discutiria. “Quem é essa pessoa? O que eu fiz pra ela? O que ela fez pra chegar aonde ela está? E vi que não valia a pena ficar com raiva dela, nem bater boca nas redes sociais”, disse em suas redes sociais.



“Tenho muito orgulho da minha raça e não vai ser qualquer pessoa que vai me colocar pra baixo por puro preconceito, ser chique é ter valor e não preço”, completou.