Viúva de Chico Anysio se defende de acusações após polêmica


© Instagram


Destituída do posto de inventariante dos bens de Chico Anysio, Malga Di Paula – viúva do humorista – decidiu esclarecer o que ela considera ser um mal entendido acerca da decisão da Justiça.

VOCÊ VIU? Morre ex-diretor da Globo, Toninho Drummond; veja destaques!

Noiva defende Thammy Miranda: “Meu macho”

“BBB”: Patrícia sobre Gleici: “Parto a cara dela num soco”

Zezé di Camargo é ‘zoado’ após noiva postar foto do bumbum

“É uma pena que esteja acontecendo tudo desta forma e a imprensa venha divulgando coisas que não são verdadeiras. Tenho a certeza de que em breve eu poderei provar que há calúnias e injúrias contra mim. Quando o Chico faleceu, ele deixou um testamento, sim, mas ele foi absurdamente mal orientado pelo testamenteiro”, explicou à revista “Caras”.

A empresária também revelou estar muito confusa com a decisão de Chico de tirar Lug Di Paula – um dos 8 filhos do famoso – da lista de herdeiros. “Eu não sei quais foram os motivos que levaram o Chico a deixar o filho, Lug Di Paula, fora da partilha. Fiquei sabendo disso no mesmo dia em que o Lug, ou seja, no dia abertura do testamento. O Chico e o Lug se desentendiam frequentemente, isso não é novidade pra ninguém, mas é um absurdo que o Chico não tenha sido orientado sobre essa ilegalidade”, lamentou.

Malga também avaliou os motivos para que seu nome esteja ‘mal falado’ na mídia. “Bem, foi aí que os problemas começaram. Além disso, eu quis atender a um pedido do Chico e continuei com o mesmo advogado que o atendia em vida. Esta foi sem dúvida a minha pior decisão que eu tomei. Por causa dela muitas coisas prejudicaram e vêm prejudicando a minha imagem.”

E destacou: “Eu só fiquei sabendo de tudo o que se passava no inventário, a partir de dezembro de 2017, quando contratei meus novos advogados. Inclusive, já fazia 6 meses que eu tinha sido destituída e eu nunca fui comunicada disso pelo profissional que me representava na ocasião”.

A veterana ainda deixou claro que nunca teve a intenção de criar conflitos familiares. “Meus advogados vêm me orientando para que daqui para frente corra tudo da melhor forma, tanto para mim quanto para os filhos, e para que tudo seja resolvido o mais breve possível. Quero deixar bem claro que em momento algum eu tive ou terei interesse em prejudicar ninguém da família. O que eu mais quero é que o Chico finalmente descanse em paz”, finalizou.

Vale lembrar que Malga Di Paula foi acusada de não ter repassado aos filhos do famoso o dinheiro referente aos direitos autorais e aluguéis, que lhe são de direito, além não ter cumprido com uma dívida de IPTU – que já ultrapassaria os R$ 400 mil.

Agora, quem fica responsável pela herança do artista é Bruno Mazzeo, um dos herdeiros do famoso.



Close sidebar