Youtuber obriga filho a chorar em vídeo e é cancelada na web


© YouTube


Influenciadora digital com mais de meio milhão de seguidores no YouTube, Jordan Cheyenne foi cancelada nas redes sociais após o vazamento de um vídeo para lá de polêmico. Nas imagens, publicadas pela própria moça por engano, ela aparece obrigando o filho de 9 anos de idade a chorar.

Na gravação, a norte-americana falava sobre o cachorrinho da família, que estava doente, e encenava estar aos prantos ao lado do herdeiro. Em um determinado momento, ela pode ser vista puxando o garotinho, que não estava em frente à câmera ainda, e dizendo: “Chegue mais perto. Coloque sua cabeça bem aqui [em seu ombro]”. E ainda acrescentou: “Aja como se estivesse chorando”.

O menino, por sua vez, respondeu: “Estou chorando”.

Depois, com os dois chorando, Jordan Cheyenne continuou ‘dirigindo’ o filho: “Faça assim para o vídeo”, mostrando como ele deveria colocar a mão no rosto e deixar seu sofrimento à mostra. Em seguida, ainda complementou: “Deixe que eles vejam sua boca”.

No entanto, o que a influenciadora não esperava é que ela mesma publicaria o vídeo por engano na web. A filmagem, claro, chocou os seguidores, que passaram a critica-la duramente, além de defenderem que ela fosse de vez ‘cancelada’.

Tentando colocar panos quentes na situação, Jordan resolveu se pronunciar, pedindo desculpas pela atitude. “Estou imensamente decepcionada comigo mesma”, afirmou, contando também ter sido alvo de ataques e ameaças na web.

Mesmo assim, a moça continuou sendo detonada e resolveu desativar tanto seu canal no YouTube quanto sua conta no Instagram.



Close sidebar