Confira celebridades que trocaram a fama pela religiosidade


  • © Instagram

    Diversos famosos mudaram radicalmente de vida para se dedicar à religião. Valéria Valenssa, por exemplo, foi uma das mulheres mais desejadas do Brasil ao encarnar, durante anos, a Globeleza das vinhetas da TV Globo. Entretanto, deixou tudo de lado ao se converter.

    A gata, aliás, não é a única. Veja a seguir outras celebridades que abriram mão da fama ao se encontrarem na fé!

  • © TV Globo

    Valéria Valenssa ganhou fama como a modelo Globeleza nas vinhetas de Carnaval da Globo

  • © Instagram

    A ex-modelo mudou de vida e se afastou da TV e dos eventos que mostravam seu corpo para se dedicar ao trabalho religioso

  • © Twitter

    Vivi Brunieri ganhou fama como Ronaldinha e chegou a protagonizar ensaios sensuais e até filmes de conteúdo adulto

  • © Instagram

    Viviane se converteu e deixou a fama de lado para evangelizar. A ex-modelo se mudou para o Japão, a fim de propagar a palavra de Deus, e chegou a fazer o mesmo na Indonésia

  • © Instagram

    Waguinho ganhou fama nos anos 90 como parte do grupo de pagode Os Morenos. Teve um relacionamento com Solange Gomes, com quem teve uma filha, Stephanie

  • © Instagram

    Waguinho se converteu no início dos anos 2000 e se afastou dos palcos. Passou a investir na música gospel e no trabalho como pastor

  • © Instagram

    Régis Danese começou a carreira musical como cantor sertanejo. Após se mudar para Uberlândia, em Minas Gerais, foi convidado por Alexandre Pires a integrar o Só Pra Contrariar – além de vocal de apoio ele também compôs alguns sucessos do grupo. Foi compositor ainda de sucessos de Daniel e Leandro & Leonardo, por exemplo

  • © Instagram

    Régis se converteu e passou a escrever música gospel. Gravou o primeiro CD em 2005 e não parou mais. Estourou de vez com o hit “Faz Um Milagre em Mim” (2008)

  • © Instagram

    Débora Brasil integrou o grupo de axé É o Tchan e fez dupla com Carla Perez nos palcos. Foi substituída por Scheila Carvalho em 1997

  • © Instagram

    Longe dos holofotes, Débora se tornou missionária após se converter

  • © Facebook

    Stefhany Cardoso estourou em 2009 quando lançou um vídeo caseiro do hit “Eu Sou Stefhany”. Após viralizar, a moça ganhou fama como Stefhany Absoluta

  • © Instagram

    Evangélica, a cantora se aproximou da igreja e esqueceu a antiga fama. Canta músicas gospel e trabalha divulgando a palavra de Deus

  • © Instagram

    Rodolfo Abrantes se tornou famoso ao estourar com a banda Raimundos nos anos 90. O cantor anunciou a sua saído do grupo de rock em 2001

  • © Instagram

    Rodolfo se converteu e mudou seu estilo de música. Também dá palestras e dá seu testemunho de vida em igrejas ao redor do Brasil

  • © Facebook

    Sarah Sheeva é a filha primogênita de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, e já até gravou com os pais. Formou, em 1997, o grupo SNZ com as irmãs, Zabelê e Nãna Shara

  • © Instagram

    No início dos anos 2000, Sarah se converteu e deixou o trabalho com a música para se dedicar integralmente ao trabalho como missionária. Voltou aos estúdios, mas apenas para gravar faixas com temática gospel

  • © Instagram

    Irmã de Sarah Sheeva, Nãna Shara também ganhou fama por causa dos pais e do grupo SNZ

  • © Instagram

    Nãna Shara se converteu, lançou CD gospel e decidiu se dedicar integralmente ao trabalho como missionária, assim como a irmã. Trabalha atualmente com o marido, Cláudio Brinco

  • © AgNews

    Angela Bismarchi foi modelo e ganhou fama pela paixão por intervenções estéticas. Também já brilhou no Carnaval e participou de “A Fazenda”, da Record

  • © Instagram

    Angela Bismarchi se converteu e decidiu se afastar do antigo estilo de vida. Passou a escrever sobre religiosidade e fez doutorado em Teologia

  • © Band

    Joana Prado era desejada por dez entre dez homens na época em que interpretava a personagem Feiticeira na TV

  • © Instagram

    Joana Prado deixou a vida de modelo no passado e atualmente vive com mais discrição nos Estados Unidos, cuidando dos negócios da família com o marido, Victor Belfort

  • © TV Globo

    Bruna Tavares participou do “Big Brother Brasil 7”, em 2007

  • © Facebook

    A moça não quis perseguir a fama e se tornou pastora. Chegou a fundar um ministério

  • © Instagram

    Natália Nara participou do “Big Brother Brasil 5”, da Globo

  • © Instagram

    A ex-BBB não quis saber de fama como seus colegas de confinamento e passou a cantar música gospel. Viaja pelo país com seu grupo para evangelizar

  • © Facebook

    Wanderley Tribeck foi escolhido por Larry Harmon, dono do Bozo nos Estados Unidos, para interpretar o palhaço aqui no Brasil. Ficou com o papel até 1982, quando seu programa saiu do ar

  • © Facebok

    Wanderley Tribeck enfrentou depressão e alcoolismo e decidiu se converter. Evangélico, se tornou pastor no Sul do país

  • © Instagram

    Antonio Lázaro da Silva, o Irmão Lázaro, começou a carreira musical aos 18 anos e já integrou o grupo Olodum

  • © Instagram

    Irmão Lázaro se converteu e passou a se dedicar ao trabalho como missionário e compositor gospel. Também investiu na carreira de político. Infelizmente, ele morreu este ano vítima de complicações da Covid-19

  • © Instagram

    Alexandre Canhoni ganhou fama como Paquito Xandi no “Xou da X.u.x.a”

  • © Instagram

    Após se envolver com drogas e p.r.o.s.t.i.t.u.i.ç.ã.o, Alexandre se converteu e abriu mão não só da fama como a vida no Brasil. Atualmente faz um trabalho humanitário e de evangelização na África





Close sidebar