Adele abre o jogo sobre depressão pós-parto: “Assustou”


  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair
  • © Vanity Fair


Linda de viver, Adele posou cheia de glamour para a edição de dezembro da revista “Vanity Fair” e abriu o jogo sobre a depressão pós-parto. Mãe de Angelo, de 4 anos, a cantora de “Hello” disse que ficou assustada com o que aconteceu após a chegada do primogênito.

VOCÊ VIU? Luciana Gimenez revela crise de depressão: “Desespero”

“Eu tive uma depressão pós-parto muito difícil e isso me assustou. Não tomei antidepressivos, mas também não falei sobre isso com ninguém. Meu namorado dizia que eu deveria falar com outras mulheres que estavam grávidas e eu falava: ‘fod*-**, não vou ficar saindo com um bando de mães'”, lembrou.

Contudo, a loira percebeu que poderia encontrar apoio entre gestantes, já que elas não a julgavam. E detalhou seus sentimentos: “Eu estava obcecada com o meu filho, me sentia insuficiente, inadequada. Eu sentia como se tivesse feito a pior decisão da minha vida”.

Apesar de ter superado o difícil período, a estrela da música mundial adiantou que não pretende aumentar a família. A beldade está satisfeita com o pequeno e a irmã dele, fruto de um relacionamento anterior de seu parceiro, Simon.



Close sidebar