Alabama Shakes volta ao Lollapalooza com bagagem e sucessos lançados


  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação


Nos últimos quatro anos o grupo norte-americano Alabama Shakes tem mostrado que chegou para ficar. Um dos destaques do Lollapalooza deste ano, em São Paulo, a banda ganhou quatro prêmios Grammy em fevereiro, em Los Angeles, nos Estados Unidos.





Na ocasião, o grupo levou quatro gramofones. O disco “Sound & Color”, que saiu em 2015, rendeu o prêmio de Melhor Álbum Alternativo e Melhor Engenharia de Som de Disco Não Clássico. Enquanto a música “Don’t Wanna Fight” levou Melhor Música de Rock e Melhor Performance de Rock. A banda ficou atrás apenas de Kendrick Lamar, que ganhou cinco prêmios.

O grupo começou em 2009, na cidade de Athens, no Alabama, e é formado pela vocalista e guitarrista Brittany Howard, o guitarrista Heath Fogg, pelo baixista Zac Cockrrel e por Steve Jonhson, baterista. O primeiro disco foi lançado em 2012. Intitulado “Boys & Girls”, o trabalho de estreia deu ao grupo três indicações ao Grammy daquele ano.

A banda norte-americana vai se apresentar pela segunda vez em uma edição brasileira do Lollapalooza. Os músicos passaram pelo prestigiado festival há dois anos, em 2013. Na ocasião, o grupo tinha apenas um álbum.



Além do show no Lollapalooza, no domingo (13), o Alabama Shakes vai agitar o Audio Club, em uma das Lolla Parties na cidade de São Paulo. A apresentação acontecerá na segunda-feira (14), um dia após o evento. No dia 15 será a vez do Circo Voador, no Rio de Janeiro.








Close sidebar