Alok, o DJ brasileiro que conquistou o mundo


  • © Instagram

    O Brasil tem referências espalhadas pelo mundo em vários setores. O piloto Ayrton Senna na Fórmula 1, o ator Rodrigo Santoro em Hollywood, a modelo Gisele Bündchen nas passarelas, o jogador Neymar Jr. nos gramados e o DJ Alok na música.

    VOCÊ VIU? Angélica revela lista de convidados do “Simples Assim”

    Livia Andrade, Leão Lobo e Mamma Bruschetta deixam o SBT

    Whoopi Goldberg confirma “Mudança de Hábito 3”

    “The Crown”: Confira a 1ª imagem de Princesa Diana de noiva

    Sob o batismo de Alok Achkar Peres Petrillo, o goiano herdou de seus pais o entusiasmo rítmico dos beats eletrônicos. As primeiras inclinações aos dez anos de idade só confirmariam aquele que em pouco tempo seria considerado um dos maiores DJs do mundo.

  • © Divulgação/Gil Inouie

    Foi em Londres, após trancar o curso de relações internacionais, onde Alok começou a se dedicar integralmente a produção musical. De volta ao Brasil, é pioneiro ao introduzir o Brazilian Bass, subgênero que originou as faixas “Who gives” (2016) e “Hear me now” (2017), nas paradas de sucesso

  • © Divulgação/Gil Inouie

    O instinto visionário do artista e a busca por novas sonoridades lhe renderiam honrarias e prêmios que ultrapassam as fronteiras nacionais. Ele é o primeiro brasileiro a alcançar mais de 1 bilhão de plays no Spotify

  • © Divulgação

    Alok está na lista das TOP 10 músicas mais usadas no Reels desde o lançamento, com a faixa “Piece Of Your Heart” (Alok Remix) by Meduza, Alok, Goodboys, ocupando o 10º lugar

  • © Instagram

    O 11º melhor DJ do mundo, eleito pela revista britânica “DJ Mag”

  • © Instagram

    O único brasileiro a ser listado no Billboard Dance 100

  • © Facebook

    Um dos dez artistas brasileiros de maior credibilidade junto ao público, de acordo com pesquisa feita pelo IBOPE

  • © Instagram

    Disco de platina duplo na Itália e de ouro na França

  • © Instagram

    Considerado o melhor DJ do Brasil por duas vezes na revista “House Mag”

  • © Instagram

    Primeira posição de vendas no iTunes Brasil em apenas um mês com “Hear me now”

  • © Instagram

    Mais de 15 Milhões de views no YouTube

  • © Instagram

    Sua live apresentada em maio foi televisionada e assistida por mais de 27 milhões de pessoas … e os números crescem exponencialmente

  • © Instagram

    Além de toda a influência de Alok nas redes sociais: são 22 milhões no Instagram; 4,7 milhões de inscritos no YouTube; 7,5 milhões no Facebook; mais de 14 milhões de ouvintes mensais no Spotify; 2,1 milhões no Twitter

  • © Instagram

    Com mais de quinze anos de carreira, Alok é um artista de reconhecimento internacional e média de quatro tours anuais por continente

  • © Divulgação/Alok

    Seu nome já configurou o line-up dos principais festivais: Tomorrowland, Ultra Music Festival, Burning Man, Ushuaia Ibiza e Creamfields, além do Rock in Rio onde ficou marcado por romper a suposta barreira da música eletrônica e se apresentar no palco principal do evento

  • © AgNews

    Outra de suas inventividades foi colocar em pleno carnaval de Salvador um trio elétrico que embalou mais de cem mil pessoas no circuito Barra-Ondina ao som de sua contagiante batida

  • © Instagram

    Agregando públicos diferentes, Alok tem parcerias com a cantora norueguesa Ina Wroldsen, o belga Yves V, o estadunidense Steve Aoki, o neerlandês Armin Van Buuren, entre outros

  • © Lara Valença

    O prestígio e respeito adquirido pelos os artistas internacionais fez com que Mick Jagger o convidasse pessoalmente a lançar uma versão de “Gotta get a grip”

  • © Instagram

    Alok também é um gamer apaixonado pelos jogos on-line. Da pista de dança para os games, Alok foi parar em 2019 no “Battle Royale Free Fire” e ganhou um personagem exclusivo com seu nome e poder especial. Som na caixa é uma habilidade que aumenta a velocidade e vida dos aliados que estiverem próximos, uma espécie de poder de cura

  • © Instagram

    No âmbito familiar, ele é casado desde 2019 com a médica Romana Novais

  • © Instagram

    Juntos são pais do primogênito Ravi e aguardam a chegada do segundo bebê, desta vez uma menina que se chamará Raika

  • © Instagram

    Preocupado com as temáticas sociais, Alok participa de diversas causas filantrópicas e dirige o Instituto Alok, que capacita pessoas em situação de vulnerabilidade