Aos 56 anos, morre Miranda, ex-jurado do “Ídolos”


© Divulgação


Carlos Eduardo Miranda, mais conhecido como Miranda, ex-jurado do “Ídolos”, no SBT, morreu por volta das 20h da última quinta-feira (22). A razão do falecimento não foi divulgada, e a informação foi confirmada por amigos do artista.

VOCÊ VIU? Cleo exibe bumbum em lingerie cavada: “Pegando fogo”; veja!

Noiva defende Thammy Miranda: “Meu macho”

“BBB”: Patrícia sobre Gleici: “Parto a cara dela num soco”

Zezé di Camargo é ‘zoado’ após noiva postar foto do bumbum

“É verdade sim. Estou sem reação até agora”, disse o diretor de TV Ricardo Mantoanelli ao “Uol”.

Thomas Roth afirmou, aos prantos: “Infelizmente essa trágica notícia é verdadeira, acabei de saber. O Miranda era um cara absurdamente inteligente. O Brasil perdeu um cara do bem. É uma pena, uma pena mesmo”.

O produtor musical teria sentido uma forte dor de cabeça. Em seguida foi para o quarto e sentou-se na cama, onde veio a falecer.

O famoso deixou mulher, a cantora e preparadora vocal Isabel Hammes, e a filha Agnes, de 2 anos.

Miranda participou do programa “Ídolos” entre os anos de 2006 e 2007, e também participou de outros programas como “Astros” e “Qual É o Seu Talento?”.

Natural de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, o artista começou a se destacar como produtor musical nos anos 1980. Foi ele quem fundou a Banguela Records, importante bancada para o rock da década de 90. Como empresário e produtor, lançou também Skank, Raimundos, O Rappa e Cansei de Ser Sexy. Ele ainda foi o diretor musical do disco de estreia de Gaby Amarantos, “Treme”, lançado em 2012 com os hits “Ex Mai Love”.



Close sidebar