Após confirmar morte, RPM corrige e diz que baterista está vivo


© Instagram


A banda RPM confirmou a morte de Paulo Antonio Pagni no último domingo (2), mas se corrigiu logo depois e garantiu que o baterista está vivo, apesar do estado de saúde grave.





VOCÊ VIU?  Xuxa ‘toma as dores’ de Leo Dias após barraco na TV

“Não tenho problema em pegar mulher”, revela Ludmilla

STJ condena Datena em R$ 60 mil por danos morais

Atriz transexual de “A Dona” mostra foto de antes da transição

Um dos integrantes do grupo, Fernando Deluqui explicou pelas redes sociais que recebeu a notícia da morte por meio dos “profissionais da Clínica Good Master”.

“Eu fiquei muito triste e quis confirmar com o médico, que tem passado os prontuários diariamente. Através do doutor Alex Müller Coutinho, eu obtive a confirmação de que P.A havia falecido”, relembrou.

O famoso seguiu para a casa do amigo, a fim de pegar roupas e documentos para a liberação do corpo, mas acabou sendo surpreendido pela notícia de que a morta era falsa.



“E agora a gente está querendo saber que engano foi esse”, adiantou.



A primeira notícia havia sido confirmada pela banda na web. Paulo Ricardo, ex-integrante do conjunto, chegou a se manifestar carinhosamente sobre o colega de trabalho.

View this post on Instagram

Esclarecimento

A post shared by RPM (@rpmoficial) on