Aurea e Boss AC oferecem soul e hip hop de Portugal no Rock in Rio


© Márcio Cassol/ Famosidades


Dias depois dos góticos do Moonspell, outros portugueses apareceram no Palco Sunset do Rock in Rio. E, mais uma vez, nada do que convencionalmente se espera dos artistas da terra do fado. Neste domingo (27), a cantora de soul Aurea se apresentou com sua banda e ainda teve como convidado Boss AC, um legítimo representante do hip hop.





Natural de Santiago do Cacém, no Alentejo, Aurea tem em sua bagagem artística influências de pop e soul music, de Aretha Franklin a Amy Winehouse. Por sua vez, o compositor Boss AC é considerado um dos pioneiros do hip hop português e está na ativa desde 1998.

Os dois artistas vindos de Portugal já haviam se apresentado juntos no Rock in Rio de Lisboa, na edição de 2014. Por isso, mostraram bastante entrosamento no Palco Sunset neste domingo. Os versos firmes do hip hop surgiam em português para enriquecer as baladas de soul em inglês.

Aurea foi ao Palco Sunset totalmente à vontade, descalça. A loira portuguesa começou sua apresentação com “The Main Things About Me”. No meio da canção a cantora apresentou Boss AC para dar início ao dueto.

Adiante, a cantora elogiou a energia do público brasileiro: “Como vocês estão?”. Em seguida Boss AC afirmou que se sentia em casa: “Nós trazemos um pouco de Portugal para vocês”.

O cantor de hip hop então agradou com a sua “Princesa (Beija-me Outra Vez)”, ajudado por Aurea no refrão. Depois a bela loira apresentou uma de suas músicas mais famosas, “Busy (For Me)”, presente na trilha internacional da novela global “Amor À Vida”.

“Vocês estão a gostar?”, disse Aurea, com sotaque carregado e carisma. Boss AC então presenteou o público com uma divertida versão em português de “Don’t Worry, Be Happy” (“Tem Calma, Relaxa”), de Bobby McFerrin.

O melhor ficou para o final, com duas escolhas contagiantes, uma de cada repertório. Primeiro a cantora mandou “Scratch My Back”, que andou tocando em “Malhação”. Em seguida, mais uma canção divertida de Boss AC, com “Sexta-Feira (Emprego Bom Já)”. A cereja do bolo foi o cover de “Happy”, de Pharrell Williams. A combinação improvável vinda de Portugal agradou o público do Palco Sunset em cheio.