Azealia Banks critica o novo disco de Beyoncé e diz que trabalho é anti-feminista: “Não é bom”


© Divulgação


Beyoncé lançou “Lemonade” nesta semana e já tem gente “grande” criticando o novo álbum da estrela. Azealia Banks não acredita que o trabalho da cantora seja um grande serviço para algumas causas sociais. Para ela, o disco é depreciativo para mulheres negras e anti-feminista.





Veja também:

Após cinco mortes por abuso de drogas, prefeito proíbe festivais de música eletrônica em Buenos Aires

“Há apenas seis meses, você disse que toda menina negra na indústria deveria “curvar-se” e agora quer defender pessoas negras [risos]. Rainhas devem guiar, não destruir os espíritos das meninas que a seguem para, em seguida, tentar usar esse mesmo espírito”, criticou Banks no Twitter.

A artista não deixou passar nem a parte em que Bey fala sobre o relacionamento com o marido, ocantor Jay-Z, no CD: “Você canta sobre esse cara há anos e ele ainda brinca com você. Isso não é a força, é estupidez. Você continua chorando por um homem e eternizando esse clichê da mulher negra triste e isso não é bom para o que estamos tentando fazer aqui”.



Em tempo: Azealia Banks se apresentará no Brasil neste ano. No dia 12 de junho, a cantora se apresentará no Audio Club, em São Paulo, e os ingressos para a performance única no País já foram disponibilizados. Os preços variam entre R$ 150 e R$ 500.