Beyoncé rebate críticas por canção considerada um protesto contra a polícia: “Quem interpretou assim está enganado”


© Instagram


Beyoncé resolveu se pronunciar a respeito da polêmica envolvendo a música “Formation”. A canção tem sido apontada como uma obra contra as autoridades policiais. Contudo, a esposa de Jay Z fez questão de garantir que o trabalho é apenas um protesto contra a injustiça e a brutalidade cometida por alguns ‘homens da lei’.





Veja também:

Nova pausa! Adele decide ficar longe da música por mais 5 anos, diz jornal

“Quem interpretou minha mensagem como ‘antipolícia’ está completamente enganado. Tenho muita admiração e respeito pelos policiais e por suas famílias, que se sacrificam para nos manter seguros. Mas vou ser clara: eu sou contra a brutalidade policial e injustiça. São coisas diferentes”, disse à revista “Elle”.

A estrela pop também aproveitou para comentar sobre os direitos das mulheres, tema bastante frequentes em suas músicas. “Não tenho certeza sobre o que as pessoas sabem ou entendem sobre o que é uma feminista, mas é muito simples. Alguém que acredita em direitos iguais para homens e mulheres é feminista. Não entendo a conotação negativa da palavra, ou porque ela excluiria o sexo oposto. Se você é um homem que acredita que sua filha deve ter as mesmas oportunidades que seu filho, você é feminista”, destacou.