Chapéus são armas de roqueiras para se protegerem do sol no segundo dia do Rock in Rio




O sol escaldante do Rio de Janeiro não tem dado um refresco ao público do Rock in Rio. No segundo dia do festival, os termômetros voltaram a registrar 40° na Cidade Maravilhosa. Se no primeiro dia as cangas foi o item mais usado para fugir do sol, os metaleiros escolheram os mais variados tipos de chapéus para proteger o rosto neste sábado (19).

“Vi o calor de ontem e arrumei um chapéu para não sair daqui igual a um camarão”, afirmou Alessandra Gomes. A estudante de Direito veio do Rio Grande do Sul para assistir ao show do Metallica e passou sufoco com o clima do Rio de Janeiro. “Já usei metade do protetor solar desde que cheguei na fila. Onde eu moro não faz esse calor nunca. A gente fica até com medo.”

Há também quem tenha optado pelo acessório apenas para compor o look do dia. “Achei que um chapéu ia casar muito bem a roupa que eu havia escolhido para hoje. Nem tinha pensando nessa coisa do sol”, assumiu Aryanne Carvalho, de 23 anos, moradora do Rio de Janeiro.



Close sidebar