Com pop alto astral, Sheppard mostra que não chegou por acidente ao Rio


© Márcio Cassol/ Famosidades


Houve quem estranhasse a presença dos novatos australianos do Sheppard no Palco Mundo do Rock in Rio, em dia de Rihanna. Mas a banda de indie-pop dos irmãos George, Emma e Amy animou o público do festival neste sábado (26) com uma apresentação cheia de personalidade e alto astral, coerente com quem veio de uma parte do mundo tão ensolarada.

Batizada com o sobrenome dos irmãos George, Emma e Amy, o Sheppard começou há poucos anos na casa da família, meio despretensiosamente, e hoje já é um nome de prestígio internacional.

O Sheppard desembarcou no palco do Rock in Rio depois de uma longa série de shows ao redor do mundo, incluindo praticamente todos os festivais relevantes do verão europeu. Então, mesmo diante do maior público da carreira, os jovens australianos não tiveram motivo para amarelar.

Assim sendo, o show dos meninos de Brisbane começou cheio de estilo. George, um dos vocalistas, se mandou para o palco saindo da famosa tirolesa da Cidade do Rock, enquanto que a banda executava os riffs furiosos de “Bulls On Parade”, do Rage Against The Machine. Uma entrada com personalidade, sem dúvida.

Em seguida, a irmã Amy, a de cabelos azuis, abriu o repertório alto astral da banda com “Halfway To Hell”. Mais adiante, durante “Smile”, a vocalista desceu do palco brevemente e foi interagir com os fãs da grade.

Depois foi a vez de George entoar “Let Me Down Easy”, música que fez o Sheppard ganhar reputação fora da Austrália. E o público brasileiro mostrou conhecer bem o sucesso ao ajudar no refrão, para euforia dos líderes da banda.

“Estou me apaixonando por vocês, Brasil”, disse George para agradecer a multidão. “Vocês estão tornando nossos sonhos em realidade”, emendou a irmã Amy.

Cheio de cores nos figurinos e instrumentos, o Sheppard continuou com seu repertório alto astral. “The Best Is Yet To Come” (“O Melhor Está Por Vir”) apareceu mais adiante, quem sabe com os jovens rogando por uma carreira longa e bem-sucedida. “Find Someone” fez o público dançar e levou George a um longo passeio na grade.

Mas o melhor ficou reservado para o desfecho, com “Geronimo”, principal sucesso da banda, uma campeã de visualizações no YouTube, com quase 22 milhões de acessos. Com refrão que gruda na cabeça, o hit contou com participação empolgada dos brasileiros. Antes do fim, George ainda tentou copiar a façanha de sexta-feira do Slipknot, de fazer todo mundo agachar, mas a ação de massa não saiu exatamente como o australiano imaginou.



Close sidebar