Dulce Maria revela fase de depressão quando integrava o RBD


© Instagram


Dulce Maria viveu momentos dramáticos quando era uma das integrantes do bem-sucedido RBD. Na época sob todos os holofotes, a mexicana revelou que lutava contra a depressão.





VOCÊ VIU? Namorado de Hariany se pronuncia após traição em “A Fazenda”

Aos 43 anos, Dany Bananinha espera pelo primeiro filho

Sem querer? Bocardi dá risada ao anunciar “desculpas” de empresa

Max Porto, campeão do “BBB 9”, revela ter dívidas milionárias

“Havia um contraste na minha vida de estar de repente cheia de gente em volta de mim, gritando meu nome com tanta euforia, adrenalina, mas me sentia sozinha em meu quarto”, contou à revista “Marie Claire”.

A rotina corrida do grupo e a saudade da família contribuíram muito para seus problemas internos: “Não voltava para minha casa e não via minha família por muito tempo. Vivia longos períodos fora de casa e perdia muitas coisas simples da vida”.

Ainda assim, a famosa deixou uma mensagem aos fãs que a acompanham. “As pessoas devem sempre ter esperanças de que tudo vai passar e de que você mesmo é responsável, de alguma forma, de dar os primeiros passos. De se aproximar de Deus ou de buscar seu lado espiritual, de ser feliz, de se afastar do que te deixa triste, de quem não acredita em você”, completou.



  • © Instagram

    No fim de 2018, durante o lançamento de sua série na Netflix, Anitta confessou que as gravações chegaram a ser interrompidas por causa de uma crise de depressão. “Era um momento que eu não conseguia gravar, não conseguia ter câmera perto, então a série levou um pouco mais de tempo por conta disso. Fiquei três, quatro meses sem conseguir assimilar”, revelou em uma coletiva de imprensa

  • © Instagram

    Zizi Possi foi diagnosticada com depressão em 2001, mas só conseguiu se livrar da doença em 2014. A jardinagem e a arte, inclusive, foram importantes em seu tratamento

  • © Instagram

    Em 2007, Ana Furtado sofreu com depressão pós-parto de sua primeira filha, Isabella. A ajuda profissional e o amor pela menina foram importante no processo de recuperação

  • © Instagram

    Selton Mello enfrentou a depressão em 2008, devido a um aumento de peso que sofreu. Hoje, o ator está recuperado

  • © Instagram

    Priscila Fantin sofreu com depressão em 2008. Segundo a atriz, o esporte a ajudou a superar a doença, que classifica como uma “morte em vida”

  • © Instagram

    Em 2010, Fernanda Lima revelou à revista “Quem” que sofreu com depressão em 2005, quando recebeu duras críticas ao protagonizar “Bang Bang” (2005), da TV Globo. A apresentadora afirmou que a prática de ioga foi importante para seu tratamento

  • © RedeTV!

    Padre Marcelo Rossi enfrentou a depressão depois de pensar que a doença era ‘frescura’. “Durante a depressão, ser padre se tornou uma profissão. Não deixei de ir a nenhum compromisso, mas já não fazia com amor. Senti que algo estava errado quando o Papa Francisco veio aqui e eu não cantei para ele. Foi aí que me dei conta e pensei: ‘Preciso me tratar'”, lembrou ao “Mariana Godoy Entrevista”, da RedeTV!

  • © Instagram

    Fani Pacheco entrou em depressão em 2014, após a morte de sua mãe, o que a fez ganhar alguns quilos. Em 2018, insatisfeita com o corpo, a ex-BBB resolveu investir em atividades físicas e tratou a doença

  • © Instagram

    Lucas Lucco foi diagnosticado com depressão no fim de 2015. O cantor afirmou que usa seu estilo de vida contra a doença, para se manter bem e equilibrado

  • © Instagram

    Padre Fábio de Melo revelou que já sofreu com crises de pânico e luta contra a depressão. “Foi o pior momento da minha vida”, confessou no Instagram. “Aprendi muito com tudo o que vivi. Tristeza não é doença, mas, quando se estende no tempo, pode ser. É preciso ficar atendo à duração dela em nós. Há muita ignorância no trato com pessoas depressivas. É comum escutar que é frescura, exagero, falta do que fazer. Quando de fato se trata de um quadro depressivo, não, não é. Só quem sofre sabe”

  • © Instagram

    Maiara, da dupla com Maraísa, revelou ter passado por uma depressão em 2017. A sertaneja afirmou que já superou o período

  • © Instagram

    Bruna Marquezine revelou que passou por um quadro de depressão. A atriz ainda contou que Neymar, seu ex-namorado, foi importante em seu tratamento

  • © TV Globo

    Em 2018, Jorge Pontual revelou no “Bem Estar”, da TV Globo, que sofria com depressão há quatro anos. O jornalista ainda disse que chegou a tratar a doença com remédios errados

  • © Instagram

    Em maio do ano passado, Vanusa foi internada para tratar da depressão e dependência química

  • © Instagram

    Thammy Miranda foi diagnosticado com depressão aos 15 anos. Após alguns anos de luta, hoje o ator é coach em um programa online de orientação para ajudar pessoas com a doença

  • © Instagram

    Paula Fernandes abriu o coração sobre a depressão e confessou que já pensou até em tirar a própria vida. A mãe da cantora foi quem a ajudou a melhorar. “Ela me viu fazendo o movimento de pular e disse: ‘Eu não vou aguentar ficar sem você. Então, se você pular, eu pulo também’. E esse momento eu nunca mais vou esquecer”, contou ao “Encontro”, da Globo

  • © Divulgação

    Adriana Esteves sofreu com depressão aos 23 anos. Segundo a atriz, as principais causas foram sua separação e a falta de maturidade para enfrentar críticas. Hoje, a famosa está curada

  • © Instagram

    Rita Cadillac já revelou que entrou em depressão quando fez sua primeira cena pornográfica. A famosa afirmou que foi o “fim do mundo”, mas continuou porque tinha assinado um contrato

  • © Instagram

    Felipe Neto lida com a depressão, mas se cuida para que a doença não se manifeste. “Mas já sofri muito. Entendo como é e sei pelo que os jovens passam. Essa doença é mal diagnosticada e mal tratada no Brasil. Então, um dos meus maiores sonhos é criar uma fundação voltada a quem lida com ela e, efetivamente, poder ajudar”, disse ao jornal “Extra”

  • © Instagram

    Eduardo Sterblich faz terapia e já deixou de trabalhar por causa da depressão. “Tento lidar com felicidade, tristeza, medo, angústia todos os dias. Reverto em criatividade. Minha analista diz para eu fazer isso, jogar para outro lugar, para que eu não fique refém”, contou ao “Glamurama”

  • © Instagram

    Whindersson Nunes ficou um tempo afastado do trabalho neste ano, após se deparar com a depressão. Com a ajuda da família e amigos, o comediante tirou um tempo para se cuidar e já está retomando as atividades profissionais. Atualmente, investe para o lançamento de um aplicativo que vai aproximar pessoas que precisem de ajuda com profissionais da área médica que queiram ajudar

  • © Instagram

    Juju Salimeni já revelou sofrer de depressão e disse que a doença pode ter contribuído para o fim de seu casamento com Felipe Franco. “Tenho depressão diagnosticada há menos de um ano. Além disso, também sofro há oito anos com Síndrome do Pânico. Foi tudo se tornando muito complicado. Parei de sair, me isolei de todos, deixei de render no trabalho como rendia”, contou ao blog do jornalista Leo Dias

  • © GShow

    Pedro Bial se viu depressivo no início dos anos 2000. “Eu andei bem ruinzinho, roendo borda de penico, mas dei a volta por cima com um bom psicanalista, com psiquiatra, medicamento. Nunca mais me ocorreu, o que é um bom sinal porque, em geral, quem tem depressão uma vez acaba tendo outros episódios”, avaliou ao canal de Marcelo Bonfá no YouTube

  • © Instagram

    Débora Falabella já enfrentou a depressão. “Eu tive um princípio e foi fo**, não é uma coisa fácil de lidar. É um negócio que você não sabe de onde vem”, contou ao programa “Bipolar Show”, acrescentando que fez terapia

  • © Instagram

    Gusttavo Lima enfrentou a depressão e achou difícil entender a situação na época. “Acaba batendo uma tristeza e você fica para baixo o tempo todo. A melhor forma de superar é ficar perto da família, das pessoas que você ama. Precisei de uma pausa”, contou no “Encontro”, da Globo. “É muita tristeza, ansiedade, insônia e isolamento. Eu não estava fazendo shows e gostava de ficar sozinho. Não estava tendo nem mais tesão para cantar”

  • © TV Globo

    Mariana Ferrão teve um quadro depressivo após a maternidade. “A superação dessa fase foi uma espécie de aceitação que estava difícil, ser compassiva comigo, reconhecer minha fragilidade, buscando uma saída, pedindo mais ajuda, voltando aos poucos a ter minhas atividades independentes do Miguel, voltar a fazer atividade física, ter momentos para sair de casa para encontrar com amigos. Tudo isso vai ajudando você a ter esse senso de pertencimento, porque temos muita essa sensação de isolamento quando viramos mãe”, contou ao “Domingão do Faustão”

  • © Instagram

    Diego Hypolito revelou que já passou por muitos momentos “delicados” por causa da depressão. “Por muitas questões relacionadas à sexualidade. Tomei remédios. Em 2014, foi um período muito grave, porque eu tinha indícios depressivos muito grandes. Já tentei me matar, que é uma coisa muito mais grave do que qualquer coisa”, disse ao “Tricotando”, da RedeTV!

  • © Instagram

    Badalado DJ, Alok já passou pela depressão duas vezes. “É muito difícil explicar: é como eu tentar explicar para alguém qual o gosto amargo, sendo que ela nunca experimentou algo amargo”, postou no Twitter

  • © Instagram

    Deborah Secco se viu com depressão após o encerramento das filmagens de “Boa Sorte”. “Foi como se eu tivesse perdido metade de mim, minha melhor parte. Minha vida voltou a ser chata sem ela [personagem]. Você vive aquele mundo e, de repente, volta para sua casa que não é tão interessante assim”, lembrou

  • © Instagram

    Zilu Camargo entrou em depressão após sua separação de Zezé Di Camargo. “Fui internada três vezes”, lembrou ao programa de Rodrigo Faro na Record. “Fiquei em Miami por dois anos com depressão, de ir até para o hospital. De pensar em tirar a própria vida. Um monte de coisas. Eu morri por dois anos”

  • © Instagram

    Gisele Bündchen enfrentou a depressão e chegou a ter ataques de pânico no passado. “Sentia que não tinha autorização de me sentir mal. Mas me senti sem forças. Seu mundo se torna menor e menor… e você não consegue respirar. É o pior sentimento que já tive”, confessou à revista “People”, acrescentando que planejou tirar a própria vida

  • © Instagram

    Simaria teve depressão após o nascimento de seu filho, Pawel. “Foi muito forte”, lembrou em entrevista a Sabrina Sato. “Eu tinha que ficar o tempo todo ao lado porque ela chorava muito. E quando adormecia, depois acordava chorando desesperada”, acrescentou Simone, irmã da cantora

  • © Instagram

    Carol Dias já revelou, nas redes sociais, que teve depressão na época em que trabalhava como Panicat no “Pânico”, extinto humorístico da Band. “Eu tive depressão, não tenho medo ou vergonha de abrir meu coração aqui com vocês”, garantiu na época do post

  • © Instagram

    Heloísa Périsse já comentou com bom humor sobre a depressão, ao programa “Conversa com Bial”, da Globo: “Eu acho que é impossível não ser [medicado] e encorajo todo mundo que às vezes passa por um determinado tipo de situação e fica envergonhado. Nós somos química. Existe uma química dentro do nosso corpo que se desequilibra. É normal. Eu não tenho problema nenhum com isso [usar remédios contra a depressão]”

  • Marina Lima © Divulgação

    A cantora Marina Lima ficou depressiva após sofrer um grave problema nas cordas vocais, nos anos 90. “Naquele momento, acho que estava infeliz com minha carreira. Sou vira-lata, gosto de estar nos lugares. Estava bombando e um pouco assustada com o meu sucesso. Fiquei aflita. Quando voltei a ficar feliz, a voz voltou”, recordou ao “Conversa com Bial”, da Globo

  • © Instagram

    Núbia Óliiver disse enfrentar a depressão e não acreditar que existe uma cura. “Não me sinto curada e duvido que exista cura para a depressão. Apesar de ter meus médicos capacitados nessa área. Basta um ‘gatilho’ para voltar tudo de novo e, algumas vezes, pior. Mas descobri também que sou mais forte do que isso! Que tenho uma fé inabalável e acredito que consigo ir além e fazer muito mais do que já fiz”, disse à revista “Quem”

  • © Instagram

    Demi Lovato é uma das cantoras que não escondem seu passado com depressão – ela foi diagnosticada aos 7 anos de idade. Em 2015, a famosa chegou a entrar em reabilitação para cuidar da doença, além da anorexia, bulimia e automutilação

  • © Divulgação

    Após ser denunciado por agressão doméstica e quase chegar à falência, Johnny Depp revelou que entrou em depressão. O ator contou que pensava em sua morte constantemente

  • © Instagram

    Jim Carrey revelou em 2004 que sofria com a depressão. Em ocasiões posteriores, chegou a explicar que seu quadro ‘vai e volta’, mas que ele tem aprendido a enfrentar a doença

  • © Divulgação

    A cantora Adele faz terapia desde muito jovem para tratar a depressão e mesmo assim o quadro se agravou em seu pós-parto. “Eu tenho um lado escuro. Eu sou muito propensa à depressão. Eu posso entrar e sair dela muito facilmente. Isso começou quando meu avô morreu, quando eu tinha cerca de 10 anos”, lembrou à revista “Vanity Fair”

  • © Instagram

    Justin Bieber revelou, no mês passado, que trabalhou em seu novo álbum para enfrentar a depressão: “Eu estive muito tempo em estúdio, apenas tentando fazer um som consistente. Tenho muitas coisas na minha cabeça e fiquei depressivo”, confessou ao apresentador Ryan Seacrest

  • © Instagram

    Cardi B confessou que as coisas ficaram difíceis quando nasceu seu primeiro filho, Kulture Kiari, em julho de 2018. “Quando eu dei à luz, o doutor me disse sobre a depressão pós-parto e eu pensava: ‘Não acho que vá acontecer’. Mas de repente eu comecei a sentir o peso do mundo nas minhas costas”, lembrou

  • © Instagram

    Selena Gomez já sofreu com depressão e chegou a ficar internada para reabilitar a mente

  • Katy Perry © Instagram

    Katy Perry desenvolveu um quadro depressivo após o lançamento do álbum “Witness”, alvo de duras críticas. “Eu coloquei muita validação na reação do público e o público não reagiu da maneira que eu esperava. Me partiu o coração”, lembrou

  • © Divulgação

    Autora da saga “Harry Potter”, J.K. Rowling sofreu depressão após o fim de seu primeiro casamento. “Nunca me envergonhei de ter sofrido uma depressão. Nunca. De que deveria me envergonhar? Enfrentei uma etapa muito dura e estou orgulhosa de ter superado”, comentou à imprensa britânica