Famosos compram briga em barraco entre Kim e Taylor Swift


  • © Reprodução
  • © Divulgação/GQ
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © Facebook
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Twitter
  • © Divulgação / Cedars Sinai
  • © Divulgação / Cedars Sinai
  • © Divulgação / Cedars Sinai
  • © Instagram
  • © Instagram


Kim Kardashian plantou a sementinha da discórdia ao divulgar conversa entre Kanye West e Taylor Swift sobre o lançamento da polêmica música “Famous”. Isso porque, depois de a cantora rebater a atitude da socialite nas redes sociais, outros famosos começaram a tomar partido do assunto.





VOCÊ VIU? Kim prova que Taylor Swift sabia da letra de Kanye West

Selena Gomez, amiga da loira, usou o Twitter para falar sobre o episódio: “Há coisas mais importantes para falar sobre… Por que as pessoas não podem usar sua voz para assuntos que realmente importam? A verdade é que a última coisa que precisamos agora é ódio de qualquer tipo. Esta indústria é tão decepcionante”, escreveu a cantora.

Chloë Grace Moretz – que já criticou foto de Kim nua – também saiu em defesa de Taylor.

“Todos nesta indústria precisam colocar a cabeça para fora do buraco e olhar em volta para perceber o que está realmente acontecendo no mundo real. Parem de perder a sua voz em algo tão petulante e sem importância”, escreveu.



Já Khloe Kardashian, irmã de Kim, alfinetou a atriz ao postar uma foto que seria de Chloë de biquíni.



“E esse o buraco ao qual você está se referindo?”, cutucou. A atriz, então, rebateu: “Checando os fatos: a primeira foto é minha filmando o filme ‘Vizinhos 2’. A segunda é uma garota que foi injustamente fotografada”.

Antes das provocações a Chloë, a irmã Kardashian já tinha tuitado sobre o fato da esposa de West ter divulgado vídeos mostrando uma conversa por telefone entre o marido e Taylor.

“Meus Deus! Agora eu não consigo dormir até amanhã! Kim é selvagem! Não brinque com o homem dela! Estou morrendo”, comentou no microblog.

Vazamento

Na noite do último domingo (17), Kim Kardashian reacendeu a polêmica em torno da música “Famous”, de seu marido, Kanye West. Isso porque a socialite usou sua conta no Snapchat para mostrar uma conversa por telefone que o rapper teve com Taylor Swift, na qual a cantora daria autorização para o cantor incluir na canção o seguinte trecho: “Eu sinto que eu e a Taylor ainda vamos transar. Por quê? Eu fiz aquela vadia famosa”.

No bate-papo, entre outras coisas, o famoso perguntou se a loira ainda tinha o mesmo número de Nashville e depois fala tal verso polêmico. Na sequência, Kanye então dispara: “Eu acho que isso é uma coisa boa em pôr na música”. A artista, por sua vez, concordou: “Eu sei, quero dizer, é tipo um elogio”.

O rapper ainda se mostrou preocupado em saber a opinião de Swift.

“Porque eu me importo com você, como pessoa e como amiga. Quero algo que te faça sentir bem. Eu não quero fazer rap que faz com que as pessoas se sintam mal”, disse.

Entenda o caso

No fim do mês de junho, Kanye West causou polêmica com o lançamento do clipe da música “Famous”. O motivo de tanto alvoroço foi o fato do clipe mostrar famosos nus, incluindo a esposa do rapper, Kim Kardashian, e Taylor Swift.

Deitado em uma cama, o cantor aparece ao lado de figuras que fazem referência a pessoas bem próximas, além de personalidades que o rapper já teve problemas ou algum tipo de desentendimento no passado.

No final do vídeo, Kanye agradece a todas as pessoas retratadas por serem famosas.

Polêmica em 2009

A história ocorrida em 2009, a qual Taylor Swift se referiu no tuíte, é sobre o episódio do “MTV Video Music Awards” daquele ano, quando Kanye West interrompeu a cantora durante seu discurso ao ser premiada como vencedora na categoria Prêmio de Vídeo do Ano com “You Belong With Me”.