Irmão de Zezé relembra sequestro: “Tenho dois seguranças”


  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Montagem Famosidades - Record e AgNews
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © Snapchat
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Snapchat
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Divulgação/Poder/Mauricio Nahas
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Felipe Assumpção/AgNews
  • © Record
  • © Instagram
  • © Felipe Assumpção/AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Araújo e Eduardo Martins/ Azzi Agency/ Divulgação
  • © Facebook
  • © AgNews
  • © Anderson Borde/AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © AgNews
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Francisco Cepeda /AgNews
  • © Instagram
  • © AgNews
  • © Cláudio Augusto/Photo Rio News
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © Instagram
  • © AgNews


Irmão da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, Welington Camargo mostrou que deu a volta por cima após o sequestro que sofreu há 17 anos. Hoje, aos 45 anos de idade, o rapaz virou cantor gospel e leva uma vida normal em Goiânia, Goiás, onde mora com a atual esposa, Yara Costa – 20 anos mais nova que ele -, e dois dos quatro filhos.





VOCÊ VIU? Zezé Di Camargo processa site que noticiou falsa briga

Apesar disso, o famoso não escondeu o medo de sair às ruas desprotegido.

“Tenho dois seguranças que me acompanham 24 horas e quando vou fazer shows, contrato mais. Não acredito que ninguém queira o meu mal. O que aconteceu comigo foi um caso isolado e já superado. É mais uma questão de segurança mesmo, não ando com medo nas ruas. Vou ao shopping e tenho uma vida normal”, revelou ao jornal “Extra”.

Ativo, Welington ainda faz eventos pelo Brasil todo dando o seu testemunho de vida como cadeirante.



“Além de cantor gospel, também dou palestras motivacionais e prego a palavra, para mostrar para as pessoas que elas podem superar qualquer dificuldade na vida.”



Casado há três anos com a jovem, o herdeiro da família Camargo garantiu que leva uma vida comum.

“Estou melhor hoje do que eu estava com 20. Tenho mais disposição e uma vida normal, namoro… Ainda existe aquela coisa das pessoas assimilarem que uma pessoa cadeirante não pode fazer algumas coisas. Eu só não consigo andar, mas o resto, faço tudo, até subo e desço escada sozinho”, completou.






Close sidebar