Led Zeppelin pode evitar julgamento por plágio na canção “Stairway to Heaven” com um acordo de “apenas” R$ 3,50


  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © Divulgação
  • © Instagram
  • © AP
  • © Bridow / FRAME
  • © d
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação
  • © Divulgação


A novela do suposto plágio do Led Zeppelin no início do clássico “Stairway to Heaven” continua. Michael Skidmore, representante de Randy Califórnia, acusou a banda britânica de copiar os acordes iniciais da canção “Taurus”, do grupo norte-americano Spirit. Com isso, Robert Plant e Jimmy Page vão enfrentar o júri em um julgamento previsto para o dia 10 de maio.





Veja também:

Único ex-integrante dos Ramones vivo, Marky lembra dos amigos: “Vou viver com esse fardo”

Porém, Michael propôs um acordo para que o julgamento seja cancelado e as coisas sejam resolvidas de forma rápida. O tal acordo, na verdade, é bem inusitado. Isso porque Skidmore pediu US$ 1 (aproximadamente R$ 3,50) para deixar a ação de lado.

O autor do processo afirmou que sua briga sempre foi pelo crédito da música e não pelo dinheiro em si, segundo a “Bloomberg News”. Mas, caso os músicos aceitem, o crédito iria para Randy – cantor morto em 1997 – assim como os lucros futuros da canção.



Os integrantes do Led Zeppelin chegaram a dizer que a similaridade entre as canções se dá por causa de uma estrutura musical existente há séculos.



Vale lembrar que a banda, que conta apenas com Robert e Page vivos, cedeu os direitos do hit para a Warner/Chappell Music no valor de US$ 60 milhões (cerca de R$ 209 milhões) e os representantes de Randy teriam interesse neste contrato.