Lexa se envolve em briga na Parada LGBTQ: “Comecei a chorar”


© Instagram


Uma das atrações oficiais da Parada LGBTQ de São Paulo, realizada na Avenida Paulista no último domingo (23), Lexa se envolveu em uma tremenda confusão por causa de camarim.





VOCÊ VIU? Sasha Meneghel termina o namoro de um ano com Bruno Montaleone

Débora Nascimento explica a amigos por que não reatou com Loreto

Saiba qual o salário de Val Marchiori na RedeTV!

Gagliasso afasta rumores de briga em família ao posar com a mãe

O trio elétrico onde a cantora se apresentou tinha dois espaços para artistas, sendo que um deles ficou exclusivo da Spice Girl Me C.

A brasileira não se importou em usar o camarim com o trio Donas, mas as duas equipes se estranharam. A esposa de MC Guimê, então, reiterou que não se importaria e pediu para que a briga parasse.

“Começou uma discussão por espaço. Me levantei e falei: ‘Gente, vamos nos acalmar. Respeitem a minha equipe e eu respeito a de vocês. E todos ficaremos felizes aqui'”, contou ao blog de Leo Dias.

E continuou: “Quando acabei meu show, me mostraram essa nota [da briga] e minha mãe perguntou para elas [trio Donas] quem foi que tinha passado. Elas começaram a gravar a confusão e minha mãe disse: ‘Vamos gravar um vídeo falando a verdade então, que não tem confusão alguma'”.

A funkeira contou que as cantoras não quiseram gravar com ela. “Vi maldade. Minha mãe ficou muito alterada, começou a falar da má índole, que não tinha necessidade. Surreal. Caçando mídia.”

Lexa garantiu que não presenciou a briga entre equipes, que teria contado até com socos. Chateada, a artista chegou a chorar. “Vi que machucaram um dos meus funcionários e ele revidou”, disse.

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê

  • © Instagram

    Lexa sempre cantou em bailes funk em sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Em 2014, após ser descoberta por produtores musicais, a artista lançou a canção “Posso Ser” e conquistou o sucesso. Em maio de 2018, a bela subiu ao altar com o funkeiro MC Guimê